Mais liberdade

10 maneiras infalíveis de garantir a sua liberdade financeira

Você acha que as pessoas que se consideram livres financeiramente conseguiram isso da noite para o dia? Se sim, está muito enganado! Na realidade, quem conquistou a liberdade financeira teve que ser extremamente diligente quanto aos seus gastos, decisões de investimento e o melhor uso de seus recursos.

Embora os lembretes abaixo possam ser aplicados em qualquer ponto da vida, quanto mais cedo você puder iniciar, mais será beneficiado pelo tempo e o dinheiro trabalhando ao seu favor.

Aqui estão algumas das maneiras infalíveis de conquistar a sua liberdade financeira no futuro.

1. Desenvolva um orçamento se aplique à você

Um dos hábitos financeiros mais importantes que podemos estabelecer é manter um orçamento.

Antes de mais nada, saiba que existem diversas maneiras para criar um orçamento pessoal. Eu recomendo o uso de um aplicativo em seu celular, porque isso torna o processo muito mais fácil e te impede de criar desculpas para não anotar as suas despesas.

Eu uso o aplicativo “Expenses OK“, que me atende muito bem, no entanto existe uma infinidade de alternativas. Descubra o que funciona você para que manter o seu orçamento se torne natural.

2. Viva com menos do que você ganha

Qualquer aumento nos seus ganhos pode parecer um bom motivo para aumentar as suas despesas.

Em vez de usar a bicicleta para o trabalho, você pode desejar comprar um carro ou trocar o seu antigo. Em vez de levar o almoço de casa, você pode desejar almoçar todos os dias no seu restaurante favorito.

Está bem desejar, mas isso pode acabar te mantendo mais distante da sua liberdade financeira.

Aproveite os seus aumentos para investir na sua liberdade futura.

Photo by Felix Russell-Saw on Unsplash

Isso nos leva ao próximo tópico.

3. Começe a poupar de uma vez por todas

Graças ao valor do tempo sobre o dinheiro, mesmo que você economize um pouco hoje, isso pode se transformar em grandes ganhos financeiros a longo prazo.

Já estamos carecas de saber disso: o ideal é começar a poupar o quanto antes. Então faça a sua lição de casa e estude as opções de poupança para a sua aposentadoria através do seu empregador.

Se você trabalha por conta própria, entenda as opções de poupança oferecidas pelas instituições financeiras e defina uma que te ajude a atingir os seus objetivos financeiros de longo prazo.

4. Aprenda a monetizar o seu talento

Nossas habilidades, talentos e experiências profissionanis são os principais impulsionadores do nosso potencial ganho financeiro ao longo de nossas vidas.

O início de nossas carreiras é um ótimo momento para experimentar o desenvolvimento de talentos que não temos certeza de como monetizar.

Por exemplo, se você gosta de escrever, mas assumir o cargo de um redator parece impossível nesse momento, comece a fazer contribuições não pagas para um jornal local, para o boletim informativo da igreja ou para uma pequena empresa em sua comunidade.

Ao longo do tempo, você desenvolverá um portfólio que pode ser mostrado para potenciais contratantes do seu trabalho.

5. Crie diferentes fontes de ganhos

Por mais trivial que pareça ser uma atividade que você desenvolve fora do mercado de trabalho formal, isso te ajuda a desenvolver habilidades que podem ser aplicadas ao longo da sua carreira.

Tente experimentar alguns trabalhos a tempo parcial e oportunidades de freelancer. Estes podem não se traduzir em seus principais objetivos de carreira, mas podem proporcionar experiências que complementam a sua carreira, além de abrir portas para novas oportunidades.

Photo by Lauren Mancke on Unsplash

6. Use o seu crédito com sabedoria

Se você finalmente conseguiu crédito para tomar um financiamento, como para a compra de uma casa, trace um plano para quitar essa dívida de forma estratégica.

Enquanto ter o dinheiro antecipado em mãos para fazer uma grande aquisição pode ser o sonho de muitas pessoas, isso nem sempre é uma decisão financeiramente inteligente.

Pense que, em vez de comprar uma casa — por exemplo — você poderia alugar, enquanto recebe juros por aplicações financeiras. Vale fazer os seus cálculos e decidir pelo que vale a pena.

7. Invista em qualidade versus quantidade

Desde um carro, móveis para a sua casa, até produtos de limpeza, o barato pode custar caro!

Vale estudar as alternativas e descobrir se vale pagar um pouco mais por um item de tenha uma durabilidade maior, ou uma melhor funcionalidade para então decidir sobre as suas compras.

[RELACIONADO] Esqueça a pirâmide de Maslow — essas são as nossas necessidades reais

8. Seja um “expert” sobre diferentes tipos de seguros

Adquirir um seguro sobre o seu carro ou a sua casa pode parecer dinheiro jogado fora. E é, em muitos casos. Mas, isso só acontece quando a cobertura do seguro vai muito além do que realmente precisamos.

Vou dar um exemplo aqui. Imagine que chove demais em sua cidade e a sua casa corre o risco de ser inundada por enchentes a qualquer momento. Ótimo se você encontrar um seguro que cobre as suas eventuais despesas neste caso. Agora, seria insano comprar um seguro que cubra os efeitos de furacões ou outros maiores desastres naturais.

O mesmo vale para os seguros de vida. Se você ainda é muito jovem, mantém hábitos saudáveis, não fuma, não bebe em excesso, etc e etc, talvez não seja necessário comprar um seguro que cubra todos os tipos de doenças que o vocabulário médico já foi capaz de nomear.

Reconheça em qual estágio de vida você está, estude bem as alternativas e decida por um plano de seguro que te atenda e que não roube todas as suas economias.

9. Cerque-se de pessoas livres financeiramente 

Se somos a média das cinco pessoas mais próximas, então é melhor que elas já tenham alcançado a liberdade financeira. Ao estar nesse meio, pelo menos, você vai sentir-se inspirado. Além disso, você pode tomar o exemplo delas para alcançar o seu principal objetivo financeiro.

[RELACIONADO] O que aconteceria se mais millennials fossem adeptos à frugalidade

10.  Aprenda a investir

A partir de um determinado nível de entendimento das suas finanças pessoas, você provavelmente terá mais recursos disponíveis para investimentos — além da tradicional conta poupança e investimentos imobiliários.

Veja se as suas contas estão em dia, se não há dívidas pendentes e se gastar menos do que ganha já se tornou um hábito. Então, chegou a hora de fazer o dinheiro trabalhar para você.

Busque investimentos de acordo com o seu perfil. Conte com a ajuda de empresas especializadas, se for preciso, ou capacite-se para assumir a tarefa de cuidar dos próprios investimentos.

De que outras maneiras você poderia tornar-se financeiramente livre o quanto antes? Comente.

um comentário

Deixe um comentário