Relacionamentos Sentimentos

A dor de se apaixonar na hora errada

Eu acabo de dizer adeus para o garoto que mudou a minha vida. Ele abriu os meus olhos para uma parte do mundo – uma parte da vida – que eu não sabia que existia. Esta tinha sido a primeira vez que me apaixonei de verdade, e foi a mais profunda até agora. A frequência e a intensidade com que eu sentia qualquer coisa era algo que eu não acreditava ser possível. Mas, honestamente, eu não sabia que uma pessoa podia se sentir tão incrivelmente feliz e horrivelmente miserável ao mesmo tempo.

Encontrar a pessoa certa, uma pessoa com a qual você deseja passar a vida, é a maior conquista que se pode conseguir. No entanto, a verdade infeliz é que a pessoa certa nem sempre vem no momento certo. E isso faz toda a diferença.

Você não tem garantia de encontrar a pessoa certa na hora errada, mas pode acontecer. Sou a prova viva. Eu entendo que você pode estar pensando que se você conhecesse a pessoa certa, a pessoa que você amava com toda a sua alma, as coisas funcionariam.

Nós o vemos em todos os filmes. O menino encontra uma garota. Menino e menina se apaixonam. E eles vivem felizes para sempre – e então correm os créditos. Quão maravilhoso seria se a paixão na vida real fosse tão simples.

Na realidade, os seres humanos são emocionalmente complicados e, porque somos assim, conseguimos tornar as situações extremamente difíceis. Mesmo se você encontrar a pessoa certa, se você não é a pessoa certa para ela, a relação falhará.

Os relacionamentos não só falham porque a pessoa com quem você está se revela como sendo a pessoa errada. Eles também falham quando você ainda não é a pessoa que precisa ser para o outro. Se você ainda não esta preparado para um relacionamento amoroso, então vocês dois estão condenados ao fracasso.

Você provavelmente irá implodir emocionalmente e se desviar da pessoa que você ama. Isso vale para a pessoa que você ama também – se esta pessoa não está no ponto da vida onde ele ou ela pode ser um parceiro amoroso e dedicado, o relacionamento também não funcionará.

Há tantas maneiras pelas quais um relacionamento pode falhar, é incrível que não estamos todos sozinhos.

Muitas pessoas terão desculpas sobre o por quê elas não estão em um lugar em suas vidas que sejam propícios a um relacionamento saudável. Muitas argumentam que precisam se concentrar em suas carreiras. Algumas argumentam que ainda querem explorar a vida e passar mais tempo voando sozinhas antes de se estabelecer.

Outras até se convencerão de que o amor que sentem por tanto tempo não era amor verdadeiro. Elas ocultarão as suas emoções e memórias para acreditarem que era mais uma ilusão do que qualquer outra coisa, um sonho do qual elas precisavam acordar. No entanto, todas essas são desculpas que as afastam da verdade.

A verdade é que se você pode admitir isso a você mesmo ou não, você não é capaz de amar – não da maneira como a outra pessoa precisa ser amada. Só devemos nos permitir um tipo de amor. O tipo de amor que é ardentemente apaixonado e, ao mesmo tempo, calmo, atencioso e solidário.

Só devemos nos contentar com um amor que incorpora a definição em sua forma mais pura: amar de forma profunda – ou melhor, tão profunda quanto humanamente possível. Não estou falando sobre o amor dos contos de fadas. Estou falando sobre o amor ideal que as pessoas podem criar.

Agora, o problema está em quando você encontra a pessoa certa e ainda não está disposto a desistir de uma parte de si mesmo – porque é isso que você terá que fazer.

Para um relacionamento funcionar, você precisa se doar. Você precisa dedicar uma parte de si mesmo. Você precisa desistir de certas coisas, fazendo concessões e compromissos para a outra pessoa. Você precisa dedicar a sua vida, pensamentos, sonhos e seu futuro.

O amor mais profundo e puro acontece quando ambos os indivíduos dão um pedaço de si mesmo ao outro, mas não inteiramente sem expectativa. Não podemos mandar nada em troca, mas porque somos humanos, esperamos que nosso amor seja retribuído. Mais ainda, porque amamos, queremos que nossos parceiros tenham o amor que merecem.

Então, o que você faz quando ama uma pessoa sabendo que você não pode ser a pessoa que ele ou ela precisa que você seja? O que você faz quando você encontra a pessoa certa, mas não pode amar essa pessoa do jeito que ele ou ela merece ser amado?

Se não estamos dispostos a fazer as compensações, então, há realmente apenas uma coisa que você pode fazer: você tem que deixar essa pessoa partir.

Deixar partir uma pessoa que você ama é a decisão mais difícil que você pode fazer em sua vida. A pior parte é que quanto mais você estiver separado, mais você percebe o quanto é difícil – quanto mais você percebe o quanto você realmente ama essa pessoa.

E, mais uma vez, eu estou falando por experiência. Eu não vi nem falei com aquele garoto a meses. E eu ainda sei que uma parte de mim sempre guardará lembranças dele. E, honestamente, neste momento isso se parece como uma eterna prisão.

E, se em algum momento da sua vida, você estiver compartilhando desse sentimento, eu apenas espero que você tenha a força para continuar e para não desistir de si mesmo. Você pode ter tido que abandonar seu relacionamento com essa pessoa, mas você pode encontrar o amor novamente.

Você deve acreditar nisso porque é possível. É possível encontrar outra pessoa certa e encontrá-la no momento certo. Isso acontece com muitos e acontecerá com muitos mais.

E eu prefiro acreditar que isso acontecerá para mim também, assim como você pode acreditar que isso acontecerá para você. Não há nenhuma maneira pior de viver a vida do que viver desistindo da perspectiva de amar outra vez.

O amor é o único propósito que vale a pena viver.

Deixe um comentário