Aprendizado Millennials

Por que você deveria mudar as suas lentes de vez em quando

Na vida, nada é “certo” ou “errado” (claro que existem raras exceções). Muitas vezes, pensamos em “sucesso” ou “fazer o que amamos” como um fim. É um destino que temos de alcançar. O que tantas pessoas não percebem é que ambos esses termos são mais uma abordagem da jornada, e não o fim da jornada em si.

“Certo” e “errado”, especialmente em relação a onde você quer ir na vida, são termos relativos. Você é “bem-sucedido” quando está em seu caminho, sempre aprendendo, sempre crescendo. Você está “fazendo o que ama” quando vê cada momento como uma oportunidade. Ser bem-sucedido é sobre você descobrir qual é essa oportunidade.

Onde muitos millennials (meus pares) parecem se frustrar é quando eles vêem tudo como permanente. Eles dizem: “eu estou preso aqui”, olhando para os seus trabalhos como o fim, não há outro lugar para ir, e eles sentem que nunca alcançarão o destino desejado de “sucesso”.

Mas não importa onde você trabalhe, ou o que você esteja fazendo neste momento, há sempre novas lições a serem aprendidas. E a menos que você possa descobrir essas lições e abraçar a sua própria jornada, você nunca alcançará o estado de se sentir “bem-sucedido”. Você apenas obterá sucesso, não importa qual seja a sua definição para isso, quanto for capaz de aprender, crescer e se tornar uma versão melhor de si mesmo.

A razão pela qual muitas pessoas lutam com isso é porque isso significa assumir uma grande responsabilidade. É tão fácil sentar-se num escritório, ou mesmo em algum lugar que você goste de estar e dizer: “Este lugar não está me dando o suficiente e não está me fazendo crescer”. Isso é o mesmo que culpar outras pessoas por como você se sente, ou pelos seus próprios problemas pessoais.

Assim como um espelho, se você apontar, sua reflexão irá apontar para você. Mas não é preciso um espelho para aprender a apontar a si mesmo. Quando você “puxa o seu polegar”, e aponta a você mesmo, você está indicando de quem é a responsabilidade.

Você está mudando sua perspectiva de “culpa” para “compromisso”. Você está se deixando abrir e ver uma oportunidade, em vez de opressão. Essa mesma teoria vale para tudo: trabalho, relacionamentos e, até mesmo, o jeito que você sente sobre você.

Concentre-se na lição, não no problema

hora de mudar as suas lentes.jpg

Deixe-me contar uma história: quando eu tinha seis anos de idade, eu fraturei o meu braço direito enquanto brincava com os meus amiguinhos na escola. Foi uma das experiências mais dolorosas da minha vida. Para mim, as brincadeiras eram tudo, eu adorava as atividades com os meus amigos mais do que qualquer outra coisa no mundo.

Mas quando eu fraturei o meu braço, eu sabia que já não poderia brincar da mesma forma. Eu estava comprometida com um incidente infortuno e, em um instante, a minha alegria de viver se desfez.

Por semanas, eu tive que usar um gesso no meu braço. A fratura era grande o suficiente para fazer qualquer movimento brusco extremamente doloroso. A única coisa que eu poderia fazer era aprender a ter paciência e esperar que o meu braço pudesse curar por conta própria.

No começo, eu estava extremamente deprimida. Eu era uma criança muito ativa e dependia das minhas brincadeiras para gastar as minhas energias. O único lugar em que senti como se eu me encaixasse era com as outras crianças que gostavam tanto de brincar quanto eu.

E admito que, no início, fiz o que foi fácil. Eu culpei todos os outros. Eu estava com raiva e senti que nada iria direto para mim, e eu me recusei a me dar a opção de encontrar a lição sobre o que aconteceu. Em vez disso, eu simplesmente me concentrei no problema.

Com nada mais a fazer, eu sentei-me no meu quarto e comecei a ler.

Algumas semanas depois, o meu braço estava recuperado e eu já poderia remover o gesso. Mas, em vez de continuar com as mesmas brincadeiras que eu fazia com os meus amigos na escola, eu preferia passar o tempo de recreio lendo uma nova história. Eu ainda gostava de brincar e fazia isso esporadicamente, mas agora eu já tinha encontrado a minha paixão pela melhoria e o meu gosto pela leitura.

O que poderia ter sido visto como uma lesão debilitante, acabou me propiciando a oportunidade de encontrar um novo interesse, a de me tornar uma leitora assídua e de abrir a minha mente para novas possibilidades que eu não enxergaria se permanecesse realizando as mesmas atividades.

As lições estão em todo lugar. É a sua responsabilidade encontrá-las.

Desde que aprendi essa lição na infância, eu passei a buscar o lado positivo em tudo.

olhe para você.jpg

Se você sente que não está aprendendo nada, não é culpa de ninguém, mas sua.

As chances são de que alguém ao seu redor sabe algo que você não sabe e é a sua responsabilidade questionar. É a sua responsabilidade criar momentos de crescimento e oportunidade. É a sua responsabilidade prestar atenção às pequenas coisas ao seu redor.

O seu crescimento não vem como resultado do que as pessoas estão fazendo ao seu redor. O crescimento é o resultado de como você se beneficia (e também ajuda) as pessoas ao seu redor e, então, cria oportunidades para si mesmo.

A chave para mudar as suas lentes é lembrar sobre o que você está procurando.

Por exemplo: um trabalho onde você executa tarefas mundanas continuará sendo mundano se você simplesmente vê-lo como “apenas um trabalho.”

Mas um trabalho onde você executa tarefas mundanas que podem ser vistas como uma maneira de aprender as habilidades que você precisa para fazer um dia o que você realmente quer fazer, não é “apenas um trabalho”. É uma oportunidade para aprender.

Se você percebe que nada está acontecendo. Você não está sendo capaz de mudar o mundo como gostaria; você não obteve um aumento; ou você não trabalha com pessoas divertidas, a única coisa que pode mudar mais rapidamente é a sua perspectiva.

E isso, meu amigo, faz toda a diferença.

Deixe um comentário