Mais aprendizado

5 desculpas que estão deixando você para trás e como evitá-las

O desejo de continuar crescendo na vida é saudável, mas não as nossas desculpas para deixar de agir. Se você está tentando fazer qualquer coisa nova, os objetivos que você tem para si mesmo começam a se formar na sua cabeça tão rapidamente quanto os motivos pelos quais você não pode perseguí-los.

Embora seja natural duvidar do seu próprio potencial, a sua capacidade de melhorar depende intrinsecamente da sua determinação.

Como um fator importante em qualquer realização, nossa mentalidade quer nos empurrar para terminar a jornada para atingir nossos objetivos, ou desencorajar-nos, inclusive, de iniciar o processo.

Embora cada situação seja diferente, aqui estão cinco desculpas comuns que o impedem de seguir adiante e o que fazer para viver uma vida repleta de realizações (por mais que isso pareça apenas bons votos de fim de ano).

1. “Não sei por onde começar”

É natural dizer que a parte mais difícil de explorar o desconhecido é ter o conhecimento e a coragem para dar um passo nessa direção.

Se você está tentando seguir a sua paixão ou largar tudo para viajar pelo mundo, e os seus recursos são ilimitados — essa provavelmente seja a razão pela qual você está tão confundido sobre como começar.

Embora seja mais fácil dizer do que fazer, você deve começar em algum lugar.

Em vez de se concentrar no caminho certo para começar, decida durante a sua trajetória. Quem sabe, alguns dos seus melhores momentos podem estar no caminho exato que você escolher.

Em vez de seguir questionando-se sobre onde começar, você poderia:
  • Pesquisar sobre o seu objetivo e criar um plano para alcançá-lo;
  • Conectar-se com pessoas que atingiram um objetivo similar; e
  • Deixar de se sentir envergonhado em procurar ajuda.

[RELACIONADO] Ei você, admita que está procrastinando!

2. “Estou esperando o momento certo”

Eu te entendo. A sua agenda está sempre tão cheia, você tem poucos recursos a a sua conta bancária poderia ser maior.

De atender as suas classe na academia às 7:00 da manhã para chegar a tempo de uma reunião importante no trabalho, as suas responsabilidades são infinitas.

Está aí uma ótima desculpa para não assumir mais responsabilidades.

Em um mundo ideal, a desculpa por que você não pode iniciar um processo de mudança neste momento desapareceria permitindo que você se concentre no que você sempre quis fazer.

Mas, na realidade, nunca há um momento certo, porque sempre haverá um obstáculo no seu caminho.

Lembre-se: a sua vida vai continuar a acontecer agora, não importa qual momento no futuro você considere ser o “perfeito para começar”.

Photo by Matthew Kane on Unsplash
Em vez de esperar o momento certo chegar, você poderia:
  • Aceitar e assumir a responsabilidade pela sua vida;
  • Descobrir qual é o motivo por que você não pode começar agora; e
  • Priorizar a sua agenda, se você não tiver tempo, ou controlar os seus gastos, se os seus recursos nunca estiverem disponíveis.

3. “Estou com medo, não vai funcionar”

O medo do fracasso pode ser paralizador — é um conceito que nos impede de correr riscos e nos mantém em nossas zonas de conforto.

No entanto, a definição real de falha tende a aparecer na forma de algo que não está funcionando da maneira que achamos que deveria. Na realidade, isso não é fracasso, é simplesmente como a vida é.

Embora a ideia do fracasso possa ser desencorajadora, a liberdade que vem com o abandono deste medo permitirá que você reconheça que só encontrará obstáculos com o objetivo de superá-los.

No final das contas, a única coisa mais assustadora do que potencialmente falhar não é saber o seu potencial.

Em vez de se deixar levar pelo seu medo, você poderia:
  • Corrijir a sua atitude e abraçar a chance que você deseja tomar;
  • Reconhecer por que você acha que não pode atingir o seu objetivo;
  • Tomar medidas para se tornar mais confiável; e
  • Criar um cronograma que você realmente possa seguir.

[RELACIONADO] Acredite — fora da sua zona de conforto pode ser um bom lugar

4. “Eu sou muito novo / velho”

Às vezes, somos os nossos piores inimigos e o fato de que criamos cronogramas para nossas vidas é o exemplo perfeito do por quê.

É compreensível — você deveria se formar na faculdade por volta dos 22 anos anos de idade, mudar para uma nova cidade até os 26, casar-se ao redor dos 30 e aterrar-se em seu trabalho dos sonhos em algum lugar entre esse período de tempo.

Mesmo que seja normal saber como você quer que sua vida pareça, é destrutivo basear o que você pode e não pode fazer em sua ideia de quando você já deveria ter feito.

Se você decide se mudar para outra cidade aos 50 anos ou voltar para a escola aos 33, nunca é cedo ou é tarde demais — todos os nossos caminhos são diferentes e você deve se orgulhar das suas escolhas. Afinal, a sua idade é uma descrição de quem você é, e não um fator decisivo de quem você pode ser.

Photo by Matthew Kane on Unsplash
Em vez acreditar que é cedo ou tarde demais, você poderia:
  • Parar de temer o julgamento dos outros;
  • Não comparar a sua vida com a de seus colegas (especialmente nas mídias sociais); e
  • Colocar em ação um plano para o que você deseja realizar.

5. “Não sou bom o suficiente”

Com as expectativas elevadas que costumamos definir para nós mesmos e as realizações que testemunhamos de nossos pares nas mídias sociais, é fácil concentrar-se no que poderíamos ter feito melhor em vez de nos orgulhar do que já fizemos.

Acredite, é injusto comparar-se com aqueles que têm uma jornada diferente da sua.

Para evitar cair nessa armadilha, reconheça que ser solidário é uma abordagem mais saudável e que transformar o desânimo que você pode estar sentindo em determinação para alcançar seus objetivos pode ser uma ótima ideia.

Você é a única pessoa que pode controlar a sua vida, portanto não permita que as influências dos outros o impeçam de realizar o que você deseja.

Em vez  seguir acreditando que você não é bom o bastante, você poderia:
  • Ser honesto consigo mesmo e descobrir por que você se sente assim;
  • Estabelecer períodos de tempo para tirar uma pausa das mídias sociais; e
  • Cercar-se de pessoas que você admira e genuinamente conectar-se com elas.

Como você lida com as suas próprias desculpas que o impedem de realizar grandes coisas na sua vida? Comente logo abaixo!

Deixe um comentário