Aprendizado Millennials

7 lições de vida e carreira que você pode aprender com Taylor Swift

Ei, você?! Sim, você mesmo! Eu sei que você já aprendeu algo de outros millennials e o fato de estar lendo este artigo agora indica que há grandes chances que você também aprenda com a Taylor Swift. Mesmo que você não seja fã dela ou seja repelido pela ideia de se tornar um, eu prometo que as lições a seguir merecem a sua atenção.

Vamos à elas.

1. Não deixe que a opinião alheio o defina

Especialmente quando elas não o conhecem, outras pessoas dificilmente poderão te dar qualquer conselho que seja útil para a sua realidade.

O que a Taylor tem a nos dizer sobre isso?

Vou tomar as palavras dela para que você reflita:

“Quantas vezes você se preocupou com as opiniões de outras pessoas? Como essa preocupação o impediu de seguir à diante? O que você poderia ter realizado se você fosse capaz de deixar essa preocupação? Você poderia ter se sentido melhor?”

Frequentemente, as pessoas estão focadas em si mesmas, tanto que provavelmente nem têm ideia do que estão fazendo ao dar conselhos aos demais. Aliás, elas provavelmente também devem estar preocupadas com o que os outros pensam sobre elas.

É por isso que a Taylor usa em uma de suas canções o trecho: “os jogadores vão jogar, os odiadores vão odiar, os quebradores de coração irão quebrar, e os falsos vão fingir”.

140819-zimmerman-tswift-tease_xjpmwt

Quando você se depara com esses personagens, tente fazer o que Taylor sugere: “jogue tudo para o alto”. Não permita que outros o definam!

Eu ainda diria o mesmo com outras palavras: assim como ao dirigir, se você se concentrar na vida ou no drama de outra pessoa, você pode se envolver em um acidente ou começar a dirigir para o destino de outra pessoa.

2. Use momentos difíceis para superar-se

Seria extraordinário se todos pudessem interpretar o significado por trás da letra da música “Breathe”. A mensagem é que podemos respirar quando estamos nos afogando.

Muitas vezes, apenas quando você chega no “fundo do poço” é quando você percebe que pode subir, ou, essencialmente, descobrir o quão resistente você realmente é.

Normalmente, fazemos tudo o que podemos para evitar a dor emocional. Mas as pessoas morrem, divorciam-se, são despedidas de empregos e passam por inúmeras formas de adversidade. A única opção é continuar em frente, mesmo se você levar algum tempo para “sacudir a poeira”.

3. Não subestime o seu valor

Quando Taylor removeu seu catálogo da Spotify, ela esteve certa pela sua justificativa: “A música é arte e a arte é rara, as coisas raras são valiosas, e as coisas valiosas devem ser pagas”. Na mesma semana depois daquela decisão estratégica, ela vendeu 1,29 milhões de discos.

Taylor Swift - Look What You Made Me Do screen grab

A decisão de Swift é uma lição clara para dar mais valor ao seu trabalho e aborda a questão que prejudica os freelancers e criativos: devo trabalhar de graça?

Claro que trabalhar por experiência e exposição, sem compensação, também pode ser um movimento estratégico, especialmente para aqueles que não têm a presença de Taylor Swift. Aqui está o truque: ofereça apenas uma “degustação gratuita e não dê tudo de mão beijada.

Quando você estiver estabelecido, busque o retorno que reflete o valor do seu trabalho.

4. Seja fiel a você

Taylor respondeu à pergunta premente sobre por que ela evita expor o seu umbigo: ela não quer. A mensagem é clara: o corpo é dela, ela o expõe como quiser!

UkJHFSo.jpg

Abraçar valores pessoais é crítico para marcas pessoais. Taylor soube disso quando manteve consistência sobre quem ela é e como ela quer ser vista. Isso é autenticidade.

Compartilhar valores pessoais atrairá as pessoas certas ao seu entorno.

A lição vai mais além: as pessoas se tornam leais em torno de marcas que elas confiam, e é difícil confiar em algo que negligencie transmitir os seus valores.

5. Atualize o seu estilo

Falando de estilo pessoal, a Taylor evoluiu significativamente. Para a maior parte de sua carreira, ela vestiu um suprimento infinito de confecções brancas fofinas que você poderia usar na igreja ou enquanto você promete castidade ao seu pai.

Esse aspecto de estilo pessoal é um forte contraste com a Taylor de hoje, a quem eu associo com um um delineador negro e um batom vermelho, muito mais sofisticado.

Não há um único vestido de princesa em seu vídeo “Blank Space”. Ela seguiu uma fórmula bastante simples: à medida que sua música evoluiu, seu estilo também.

rehost-2016-9-13-4a7d6bf5-be0e-4fa2-86e4-de6bb2aa8ca0.jpg

Pode ser fácil subestimar o valor do estilo pessoal, mas, essa é uma parte da sua marca, tanto quanto a sua página na internet, a foto da capa do Twitter e os seus cartões de visita.

Se você é intencional sobre a imagem que deseja transmitir, você pode controlar o que o mercado (ou o seu público) pensa sobre você à primeira vista.

6. Fortaleça a sua rede de relacionamentos

Fortalecer a sua rede de contatos pode parecer assustador, mas não precisa ser. Use recursos on-line como grupos do Facebook e do LinkedIn, ou vá offline e experimente aqueles bons eventos para networking que você vem evitando.

 

Construir uma rede de relacionamentos é muito mais do que apenas conversar com alguém. Seja estratégico. Escolha um objetivo e, em seguida, identifique as pessoas que podem ajudar a alcançá-lo.

A partir daí, é uma questão de ser aberto e honesto sobre suas ambições. Você pode ganhar confiança e apoio, mostrando vulnerabilidade sobre lutas compartilhadas, por exemplo.

Tal como transmitir os seus valores, é crucial ser autêntico para construir a sua rede. A forma como você se conecta nas mídias sociais deve estar alinhada com a forma como você cria relacionamentos pessoalmente, e isso significa agregar valor às suas interações.

Não basta ser cortez. Seja um ouvinte ativo; concentre-se no que a outra pessoa está dizendo ao invés de se manter na sua cabeça ensaiando seu discurso de elevador.

Faça perguntas, conheça pessoas e questione-se constantemente “como eu poderia ajudar ou ser útil a essa pessoa?”

A Taylor faz tudo isso muito bem.

personal-space-taylor-swift.jpg

7. Leve a vida como uma maratona, não um sprint

Talvez a mudança mais ousada de Taylor em sua carreira foi sair de seu nicho. Agora, perceba que ela não fez essa mudança de forma repentina. Em vez disso, cada novo álbum carregava mudanças sutis.

Junto com os “pequenos passos” está a necessidade de criar um caminho claro. Isso pode ser feito até mesmo com táticas simples, como pesquisas de clientes, marketing de conteúdo e suporte ao cliente, para que as pessoas consigam acompanhar o seu caminho e não sintam que você perdeu autenticidade.

Como você sabe quando é hora de mudar?

Fique atento ao que as pessoas estão dizendo sobre você. Mais uma vez, não deixe que a opinião alheia o defina. Apenas reconheça em que pontos você pode melhorar e faça o seu trabalho!

Deixe um comentário