Mais bem-estar

8 coisas que estão atrapalhando o seu plano de alimentação saudável

Como uma pessoa cujo trabalho (e paixão) é ajudar os outros a tornarem-se a melhor versão de si mesmos, eu costumo lembrar de todas as coisas que dificultam um dos aspectos mais importantes para que isso aconteça: a alimentação saudável. Ei, eu te entendo.

[RELACIONADO] Somos uma geração obcecada com comida?

Eu também caio na tentação de tomar um caffe latte que me custa mais de R$ 10,00; eu não resisto aos brigadeiros nas festinhas de criança; ou aos hambúrgueres com batata frita nos fins de semana.

Nada disso, no entanto, quer dizer que eu ou você estamos destinados a lutar constantemente contra a nossa “fraqueza de vontade” em fazer boas escolhas para nos alimentar bem.

Precisamos apenas reconhecer o que estamos fazendo para tornar mais difícil esse processo de levar melhores alternativas para o nosso prato.

Se qualquer uma dessas oito coisas soar verdadeira para você, abandone-a.

1. Pensar que você deve comer perfeitamente 

Acredite em mim quando eu digo que os nossos corpos estão programados para lidar com uma porcaria de vez enquanto — seja um cachorro-quente, uma pizza ou um chocolate quente à meia-noite.

Entenda isto — o estresse, a ansiedade e a culpa que entram na tentativa de fazer uma alimentação 100% saudável é pior para você do que um punhado de batatas fritas ou um pãozinho francês.

Enquanto a sua comida for maiormente saudável, preocupar-se com detalhes está fazendo com que a alimentação saudável seja mais difícil para você do que precisa ser.

[RELACIONADO] Se você está cansado de fazer dieta, leia isso!

2. Chegar no escritório com as mãos vazias

Você sabe que as chances de encontrar uma comida saudável ao redor do seu escritório são escassas, a probabilidade de alguém trazer um bolo para o café da manhã é alta e a realidade da sua falta de tempo para almoçar é certa. Por que então você não traz uma opção saudável de casa para lanchar ou almoçar?

Photo by Toa Heftiba on Unsplash

Nos dias em que terão eventos com comida no escritório, seja generoso: prepare um prato nutritivo que você costuma fazer para você e compartilhe. Tudo bem comer coxinhas e pastéis de vez em quando, mas para quê entupir-se com isso, se você pode contribuir para um evento social mais saudável?

3. Não utilizar itens congelados ou enlatados

Comprar verduras frescas e trazê-las para sua geladeira pode fazer você se sentir como se estivesse no caminho certo da alimentação saudável.

Quando chega a hora do jantar, no entanto, você pode não estar disposto a preparar uma pizza com base de couve-flor a partir do zero. Nessas circunstâncias, as latas congeladas e enlatadas podem facilitar a sua vida.

Quando você tem sacos de brócolis congelados, ervilhas e até mesmo sopas no seu freezer, além de latas de lentilhas, feijões e grãos de bico na sua despensa, preparar refeições saudáveis ​​durante uma semana de trabalho corrida é mais fácil.

Basta descongelar alguns vegetais, adicionar alguns feijões congelados, mais uma fatia de abacate e voilà!

As frutas congeladas também podem ser a chave para deliciosos e nutritivos smoothies para o seu café da manhã.

Tudo o que eu estou dizendo é que, se você não mantém seu congelador e despensa abastecidos com vegetais e alguns feijões enlatados, isso está tornando os seus jantares da semana mais complicados do que eles precisam ser.

4. Preocupar-se por ser estranho para os outros

Se você desconfia que as outras pessoas que o acompanham vão virar os olhos em desaprovação quando você pedir a sua salada em um restaurante, você está tornando mais difícil o processo de alimentar-se bem.

Photo by Abigail Keenan on Unsplash

Ignore o que os outros poderiam dizer e demonstre pelo exemplo que pode ser possível ser saudável comendo o que você come.

[RELACIONADO] Por que eu não me preocupo com a saúde — e você também não deveria

5. Não fazer extra quando você faz algo saudável

Você sabe como é eficiente matar dois pássaros com uma pedra (metaforicamente, é claro)?

Então, confie na eficiência de preparar cinco refeições de uma só vez.

Se você já passou pelo esforço para comprar ingredientes, seguir uma receita, servir à mesa e lavar a louça depois, me ouça:

Quintuplique tudo de uma vez!

Para quê repetir o mesmo processo, se você sabe que aquele prato é nutritivo o suficiente para te manter energizado durante um longo dia?

Ah, você se preocupa que vai se aborrecer com o mesmo sabor repetido nos cinco dias da semana! Então, deixe para temperar ou montar cada porção no final, com sutis diferenças.

Ah, mas é a mesma comida? Ótimo, a semana seguinte chegará logo e você terá uma nova chance de cozinhar algo diferente!

Simplesmente, deixe de tentar fazer uma alimentação saudável ser mais difícil do que precisa ser.

6. Deixar de terceirizar alguns dos seus esforços

Embora possa parecer como um conto de fadas imaginar que você seja capaz de fazer o seu próprio leite de amêndoas na bancada de mármore de sua cozinha perfeitamente iluminada, é mais provável que a sua realidade esteja mais próxima de em uma cozinha bagunçada, onde você deve empurrar pratos sujos de lado para ter algum espaço enquanto prepara uma torrada com abacate.

Isso é bom! Uma alimentação saudável deve caber em sua vida real, não exige que você comece uma nova vida (ou refaça seus balcões de cozinha).

Além disso, para inserir uma alimentação saudável em sua vida real não tenha vergonha de contar com algum apoio.

Entre os serviços de entrega (de refeições, petiscos e ingredientes), equipamentos (misturadores de alta velocidade ou mini-processadores de alimentos), e artigos pré-preparados (macarrão de abobrinha, pacotes de smoothie congelados e bases de pizza de couve-flor), não há mais a necessidade de fazer tudo sozinho.

Se você não conta com nenhum tipo de equipamento ou ajuda, você está definitivamente tornando a sua alimentação saudável mais difícil do que precisa ser.

7. Esquecer como os alimentos te fazem sentir

Sem dúvida, a coisa que pode ser mais difícil sobre comer saudável é saber que existem opções não-saudáveis prontamente disponíveis e que, muitas vezes, essas são mais baratas.

Por que então você segue pelo caminho mais difícil?

Boa pergunta. Eu tenho ainda outra que o fará seguir na linha:

Como cada tipo de alimento o faz sentir? — não estou falando do momento em que você está consumindo, mas logo depois.

Sim, os alimentos fazem você sentir coisas logo depois de ter consumido. Você pode se sentir inchado, fraco, energizado, cheio demais, ou irritável.

A dica para tornar a sua decisão sobre o que comer mais fácil é questionar-se: “como eu quero me sentir depois do almoço, jantar, etc?”

Você realmente vai querer comer aquele prato enorme de macarrão com queijo nesse momento?

Photo by Brooke Lark on Unsplash

Se você quiser se sentir energizado, mais provável é que sua resposta seja não. E isso, meu amigo, pode ser a maneira mais fácil de alimentar-se bem.

[RELACIONADO] O que é preciso para alimentar-se com consciência?

8. Deixar-se levar pelas dietas da moda

Praticamente todos os dias, um novo ingrediente ou dieta entra na moda. Um dia se trata de grãos inteiros, no dia seguinte deve ser sem glúten. Uma semana é vegan, na próxima é paleo.

Ouvimos dizer que devemos optar por produtos locais, comer orgânicos, só faltava recomendarem comer de cabeça para baixo!

As informações contraditórias são o suficiente para nos fazer mergulhar de cabeça em um pacote de salgadinhos, acompanhado de um refrigerante.

Toda a baboseira publicitária sobre alimentação saudável torna definitivamente mais difícil comer bem do que precisa ser.

Mas aqui está a solução: basta comer mais alimentos inteiros (em outras palavras, frutas, verduras, etc.)!

Realmente, “alimentação saudável” não significa seguir nenhuma dieta. Ao contrário, significa comer mais do que faz bem para o nosso corpo.

Tendo isso em mente, simplifique!

É assim que você faz uma alimentação saudável ser realmente mais fácil.

Que outras recomendações para simplificar o hábito de alimentar-se bem poderiam ser adicionadas a este artigo? Comente abaixo!

Deixe um comentário