Mais vida familiar

8 maneiras em que a maternidade transformou a minha vida

Definitivamente, eu não sou a mesma pessoa que eu era antes de ser mãe. A maternidade me transformou de maneira profunda, até o ponto de eu pensar que eu poderia desmoronar, mas eu continuo resistindo e me tornando a cada dia mais forte.

É difícil transcrever essa experiência para que ela seja completamente compreendida, a menos que você tenha experimentado o mesmo.

Este artigo é uma tentativa de transcrever algumas maneiras em que maternidade transformou a minha vida:

1. Eu posso me adaptar melhor do que eu poderia antes

Sobreviver meses dormindo apenas três horas por noite?

Pode parecer viável. Agora, tente fazer isso enquanto termina um projeto de dissertação, ou, enquanto tenta lidar com uma febre de 40 graus no dia em que você deveria finalizar cinco bilhões de tarefas no trabalho.

[RELACIONADO] Maternidade ou carreira — a difícil decisão feminina aos 20 e poucos anos de idade

Eu aprendi a relaxar diante do estresse do dia a dia, porque isso estava apenas me causando gastrites e crises ansiedade.

Depois que eu me tornei mãe, mesmo que as coisas raramente aconteciam conforme eu planejava, eu aprendi que quase tudo acabaria funcionando de alguma forma. Para quê me estressar, afinal?

2. Já não preciso de elogios para me manter motivada

Se eu dependesse de elogios das minhas filhas para me manter motivada a cozinhar, teríamos almoço na mesa uma vez ao ano.

Os “elogios” agora chegam pelos inevitáveis gemidos de desgosto que a minha filha de dois anos e meio faz a cada vez que eu introduzo um novo prato no cardápio, ou quanto ela insiste que as refeições são desagradáveis, independentemente do tempo e esforço que eu dedico no preparo.

Photo by Tanaphong Toochinda on Unsplash

A maternidade pode ser um trabalho ingrato na maior parte do tempo, apesar dos meus melhores esforços para ensinar as minhas filhas a serem mais gratas. Mas tudo bem. Eu as amo e continuarei servindo comida na nossa mesa todos os dias.

Essa é uma lição de vida que a maternidade me deu: a minha motivação intrínseca vem do meu serviço altruísta e essa é muito mais duradoura do que um elogio fugaz.

3. Eu sou muito mais tolerante com a imperfeição

Se você passar pela minha casa sem avisar, isso será bastante evidente. Eu aprendi a ser mais tolerante com um certo nível de desordem e caos. Do contrário, eu me tornaria uma obcecada com a limpeza, continuamente organizando as bagunças, ou alguém que vive consistentemente tentando fazer seus filhos limparem o que acabaram de sujar.

Talvez seja por isso que eu jamais julgaria novamente a bagunça em outras casas com crianças, porque eu sei o dano que pequenas mãozinhas podem causar em um pequeno espaço de tempo.

Eu sei que o esgotamento, às vezes, leva você diretamente para a cama, independentemente de quantos pratos ficaram sujos na pia naquela noite.

Eu também sei o quanto é extenuante a experiência de tentar ensinar seus filhos a ajudar na limpeza.

Finalmente, eu sei da necessidade e da importância de deixar uma criança brincar livremente porque você precisa finalizar um projeto. Eu sei de tudo isso e eu a aplaudo em todos os seus esforços.

Uma casa com crianças nunca estará perfeitamente limpa e não há nenhum problema nisso.

[RELACIONADO] O desafio de criar filhos com inteligência emocional

4. Um banho quente se tornou a minha atividade favorita

Eu não tenho tempo (nem dinheiro) para uma visita frequente ao spa, então confio em banhos quentes para me beneficiar com a sua função terapêutica.

A paz e a tranquilidade que encontro em poucos minutos em um banho quente (com a porta aberta, já que a minha filha maior poderia entrar correndo no banheiro a qualquer momento) me ajudam a lembrar de quem eu sou.

5. Eu passei a ser entretida pelas coisas simples

Chega um ponto quando você se pega observando o seu filho ou filha brincando no parque com um pedaço de madeira, enquanto seus brinquedos permanecem intocados em uma caixa.

Photo by Marjorie Bertrand on Unsplash

A vida assume um novo significado e plenitude apenas por causa da presença desta pequena criatura em sua vida.

Talvez, nos dias difíceis, você pense em algumas compras, sem filhos, ou apenas em banhos quentes, sem filhos, mas na maioria das vezes você não trocaria nada pela alegria que o sorriso deles pode levar ao seu coração.

6. Agora eu sei que nada sei

Antes de ter filhos, eu cheguei a pensar que tinha todas as respostas. Eu possuía um título acadêmico, uma pós-graduação, chegava a ler dezenas de livros ao ano — eu deveria ser uma esperta em vários tópicos, certo?

Não. Ao contrário.

Depois da maternidade, eu passei a reconhecer que jamais terei todas as respostas.

Cada criança vem com uma personalidade e temperamento diferentes e todas elas têm necessidades distintas.

Talvez seja por isso que eu me irrito quando leio artigos na internet escritos por “especialistas” que prometem ter todas as respostas sobre como educar uma criança. Eu apenas suponho que aquele especialista é mais um inexperiente, porque quem é mãe e já tentou buscar algumas respostas sabe que ninguém saberá de tudo. E isso não se aplica apenas para a maternidade, viu?

Todos nós vivemos em um mundo diferente quando se trata dos nossos filhos e a melhor coisa que podemos fazer é simplesmente nos dedicar a conhecê-los, enquanto fazemos o nosso melhor para navegar nas águas turbulentas da maternidade.

7. Eu me tornei mestre em multitarefa

A multitarefa se tornou uma habilidade de sobrevivência para mim. Do contrário, eu não seria capaz de segurar uma criança no colo, enquanto mantenho outra criança entretida, cozinho o jantar e respondo à uma chamada telefônica.

Photo by Kelly Sikkema on Unsplash

Eu passei a realizar mais do que eu pensava ser possível. No entanto, ainda é difícil ver tudo o que fiz no final do dia.

Há dias em que nada do meu trabalho chega a ser feito. Com isso eu aprendi a encontrar satisfação no que eu faço, porque a recompensa vale a pena: abraços, sorrisos e duas crianças saudáveis que se desenvolvem sob meus cuidados.

[RELACIONADO] A arte de fazer uma coisa de cada vez e como lidar com o desafio de ser multitarefa

8. Minha vida nunca mais será apenas minha

Toda decisão que eu passei a fazer depois da maternidade leva em consideração as consequências que terá sobre a vida de quem eu trouxe ao mundo.

A maternidade tem me ensinado lições sobre abnegação, compaixão, humildade, empatia, coragem, resistência, paciência, sofrimento e caridade. Essas lições continuarão me ajudando a tornar-me a melhor versão de mim mesma.

Agora é a sua vez: como a maternidade está transformando a sua vida? Comente logo abaixo.

um comentário

Deixe um comentário