Mais contribuição

Ainda vamos te salvar — uma carta para a nossa querida mãe Terra

Em nome do restante da humanidade, desculpe-me pelo que fizemos! Somos destrutivos, gananciosos, egoístas e, muitas vezes, simplesmente desagradáveis. Dito isso, espero que ainda não tenha perdido a esperança sobre a nossa geração, porque estamos prestes a assumir o comando e ainda podemos reverter, pelo menos, um pouco do mal que fizemos.

Somos gente do bem. Provavelmente, você já saiba disso porque nos vê indo ao trabalho de bicicleta ou levando as nossas bolsas reutilizáveis ao supermercado.

Eu sei. Alguns seres humanos simplesmente ainda não aprenderam a te respeitar. Eles seguem propagando o ódio e a destruição, mas nós estamos aqui para fazer diferente.

Se você ainda duvida sobre a nossa capacidade de contribuir para o seu bem, eu compilei uma lista de dez aspectos que descrevem porquê estamos do seu lado.

Espero que, ao entender isso, você já não reaja com o que chamamos de desastres naturais, e que se sinta muito melhor agora do que antes de chegarmos aqui.

1. Nos preocupamos com os seus recursos

Estamos mais preocupados do que nunca sobre o consumo descontrolado de quaisquer dos seus recursos. Enquanto não podemos mudar os nossos hábitos de uma hora para a outra, estamos estudando e implementando alternativas que não te agridam no futuro.

Por enquanto, você nos verá inundando as mídias sociais com manifestos sobre a nossa insatisfação em relação à maneira que a humanidade explora os seus recursos.

2. A guerra não é algo que queremos propagar

A ideia de entrar em uma batalha e matar uns aos outros simplesmente não parece atraente para a nossa geração. Até pode ser relativamente divertido fazer isso em jogos de vídeo game ou em torneios de paintball, mas na vida real soa ridículo.

Nós também somos avessos a quaisquer confrontos físicos. Eu sinto muito quando esse tipo de agressões ainda acontece!

Enquanto isso, trabalhar em equipe e colaborar uns com os outros, usando o nosso intelecto para alcançar resultados mutuamente benéficos, é muito mais o nosso estilo.

Isso também significa que jamais queremos explodir quaisquer bombas, porque tenho certeza de que isso não fará bem à ninguém.

3. Respeitamos muito mais as diferenças

Passaram-se séculos desde que a humanidade costumava queimar as “bruxas” em uma estaca. Quem era visto como diferente no passado acabava sendo condenado e até mesmo perdia o direito de viver. Tragédias desse gênero infelizmente ainda acontecem.

No entanto, somos muito mais abertos às diferenças e estamos aprendendo a tratar o próximo com mais respeito e dignidade. Prova disso é que os nossos amigos costumam ser uma mistura eclética de todas as raças, identidades sexuais e religiões.

Photo by Don Ross III on Unsplash

4. Somos mais educados do que as gerações passadas

Embora isso possa ter se refletido nas dívidas estudantis que muitos entre nós ainda estão pagando, somos mais propensos a concluir cursos superiores.

Sim, isso pode ser uma demanda do mercado de trabalho para muitos. Mas para aqueles entre nós que não estão enfocados em encontrar um trabalho formal, buscar mais educação pode ser um mero reflexo do nosso interesse em aprender mais sobre como nos tornar pessoas melhores.

5. Também somos mais informados 

Fomos privilegiados em crescer na era da informação. Hoje podemos acessar basicamente todo tipo de conteúdo a qualquer momento do dia e em qualquer lugar.

Como você deve estar cansada de ouvir por aí, a internet é surpreendente. Ela pode nos manter conectados com indivíduos de qualquer lugar, como também nos traz um conhecimento infinito sobre qualquer coisa.

Com todos esses recursos em termos de conhecimento na ponta dos nossos dedos, estamos aprendendo mais rapidamente e colaborando mais eficientemente em maneiras de te tratar melhor.

6. Estamos mais conectados ao que nos rodeia

Como mencionei, amamos conhecer pessoas de todo o mundo e, claro, também apreciamos o fato de poder nos divertir juntos em meio à suas belezas naturais.

Nós adoramos viajar e queremos ver tudo, então criar conflitos uns com os outros só queimaria pontes e nos deixaria limitados.

Photo by Don Ross III on Unsplash

[RELACIONADO] Você está pronto para vicer mais de 100 anos?

7. Rejeitamos o consumismo desenfreado

Não gostamos de comprar de empresas que exploram os seus trabalhadores e geram mais poluição. Em vez disso, nós optamos por adquirir bens mais ecológicos e justos, mesmo que isso signifique gastar mais dinheiro.

Se estamos optando por produtos que nos entregam mais valor e acabamos gastando mais para isso, provavelmente teremos menos dinheiro para coisas supérfluas, o que nos leva a rebuscar um estilo de vida mais simples e harmonioso.

8. Somos mais opostos à conformidade

A conformidade é para quem não tem interesse em crescer. Enquanto isso, somos atraídos pelo que mais nos desafia.

Já não queremos o típico trabalho das 8:00 às 18:00, mantendo a boca fechada e esperando a aposentadoria chegar.

Queremos muito mais do que isso: explorar, descobrir, conhecer. Queremos experimentar maneiras de deixar um impacto positivo sobre você e sobre a vida de todas as pessoas que te habitam.

[RELACIONADO] Qual é o seu “por que” — pare tudo o que você estiver fazendo para responder à essa questão

9. Temos mentes jovens e inspiradoras

Muitos parecem estar focados em provocar um impacto positivo, assim como já mencionei aqui, porque é assim que acabamos sendo reconhecidos.

Veja o exemplo de Malala Yousafzai, que tornou-se a pessoa mais jovem a ganhar o Prêmio Nobel da Paz. A causa defendida por Malala é apenas uma entre as infinitas maneiras em que podemos deixar que você se sinta melhor do que antes de chegarmos aqui.

Quer saber mais?

10. Temos padrões elevados

Já vimos o homem pisar na lua há algumas décadas. Quer dizer que feitos assim já não nos impressionam. Temos expectativas muito elevadas sobre onde podemos chegar e o que podemos fazer para contribuir mais uns com os outros.

Photo by Linus Nylund on Unsplash

Na medida em que estamos buscando maneiras de fazer isso, vamos encontrando alternativas que podem melhorar a sua própria saúde e sustentabilidade. Confie nisso!

Dito isto, eu prometo que, se você nos der mais tempo, aprenderemos a conviver melhor, de uma maneira que todos saiam ganhando.

Com toda a minha admiração,

Uma millennial que te ama!

Quais são as suas palavras mais sinceras que poderiam ser ditas à nossa querida mãe Terra? Comente logo abaixo!

Deixe um comentário