Mais aprendizado

Aqui está uma das habilidades mais necessárias para a nossa geração

Você já se perguntou se algo que você ouviu era realmente verdade? “E se aquela pessoa querida estivesse mentindo?” ou pior ainda, “Será que eu estou mentindo para mim mesmo?” Você acredita nessas vozes em sua cabeça? Eu vou mais além — você costuma acreditar nas opiniões alheias?

Se você duvidou sobre qualquer um desses questionamentos, sinta-se um privilegiado por ter a melhor característica da nossa geração: o ceticismo. Continue lendo e eu vou te explicar por que ser cético, ou questionar sobre tudo, é tão valioso.

A habilidade de questionar

Antes de mais nada, saiba que você está enviando uma mensagem a você mesmo e a todos a sua volta a todo momento. As mensagens mais importantes são as que você entrega por meio das suas palavras.

A maneira de medir a veracidade dessas palavras é questionando a si mesmo: “Eu estou feliz ou estou sofrendo?” Se você está sofrendo, é porque está dizendo para si uma história que não é verdade — e, inevitavelmente, você acaba acreditando nisso.

Quando você se olha no espelho, você gosta do que vê, ou você julga o seu corpo e usa a sua própria palavra para mentir para si mesmo? Se você acredita que não é atraente, então você acredita em uma mentira (ou será mesmo verdade?). Provavelmente, você esteja usando a sua palavra contra você mesmo.

É verdade que você é muito gordo ou muito magro? É verdade que você não é inteligente? Se você está se dizendo: “eu sou gordo”, “sou um idiota”, “não sou bom o suficiente”, “nunca vou conseguir”, então aprenda a ser cético, porque todas essas mensagens podem estar distorcidas.

Photo by Nigel Tadyanehondo on Unsplash

O meu ponto é que todo tipo de julgamento é apenas uma opinião — é apenas um ponto de vista — e esse ponto de vista não estava lá quando você nasceu.

Tudo o que você pensa a respeito de si mesmo, tudo o que você acredita sobre si mesmo, é o que você aprendeu. Você aprendeu ouvindo as opiniões da sua mãe, pai, irmãos e sociedade. Eles enviaram todas essas imagens de como um corpo deveria parecer ou de como uma pessoa deveria ser.

Eles expressaram todas essas opiniões sobre o jeito que você é, do jeito que você não é, do jeito que você deveria ser. Eles entregaram uma mensagem, e você concordou com essa mensagem. Agora, você pensa tantas coisas sobre o que você é. Mas isso tudo é verdade?

O que é a verdade e o que é a mentira

Os seres humanos acreditam em tantas mentiras porque não estão cientes. Ignoramos a verdade ou simplesmente não vemos a verdade. Quando somos educados, acumulamos conhecimento e todo esse conhecimento é como uma neblina que não nos permite enxergar a verdade, o que ela realmente é.

Nós apenas vemos o que estamos preparados para ver. Apenas ouvimos o que queremos ouvir. Nosso sistema de crenças é exatamente como um espelho que nos mostra apenas o que acreditamos.

Como crianças, somos inocentes. Acreditamos em quase tudo o que aprendemos, mas nem tudo o que aprendemos é verdade. Nós colocamos nossa fé em mentiras, nós lhes damos poder, e logo essas mentiras estão governando as nossas vidas.

[RELACIONADO] Por que você deveria mudar as suas lentes de vez em quando

Na medida que crescemos ao longo de nossas vidas, a estrutura de nossas crenças torna-se muito complicada e a tornamos ainda mais complicada porque supomos que o que acreditamos é a verdade absoluta. Nunca chegamos a considerar que as nossas crenças são apenas uma verdade relativa, que sempre será distorcida por todo o conhecimento que guardamos em nossa memória.

Agora, imagine voltar a pensar como uma criança, antes de entender o significado de qualquer palavra, antes que as opiniões tomassem conta da sua mente. Como criança, você é amoroso, alegre e espontâneo. Não há nada para justificar, nada para acreditar. A única coisa que você precisa ser é você.

Seja você mesmo. Isso é sabedoria. É a aceitação do jeito que você é e de todos os outros da maneira que são.

Por que você deveria questionar

Ser cético ajuda a revelar quem você realmente é, porque usa o poder da dúvida para quebrar todos os feitiços em que você esteve.

Sempre que você ouve uma mensagem vinda de você ou de outra pessoa, questione: “Isso é verdade?”. 

Com o poder da dúvida, você desafia todas as mensagens que você entrega e recebe. Você desafia toda crença que governa a sua vida. Então, você desafia todas as crenças que governam a sociedade, até quebrar o feitiço de todas as mentiras e superstições que controlam o seu mundo.

Depois de recuperar todo o poder que você investiu em mentiras, você pode ver o que é real. Você pode sentir o que é real. Embora ainda existam mentiras, você já não acredita nelas. E tudo que você pode ver é a verdade.

A verdade não precisa de você para acreditar. A verdade é simples e sobrevive sozinha – acredite ou não. Mentiras precisam de você para acreditar nelas. Se você não acredita em mentiras, elas não sobrevivem ao seu ceticismo, e simplesmente desaparecem.

Quer uma prova?

Durante séculos, as pessoas acreditavam que a Terra era plana, e isso os fazia sentir seguros. Mas era de fato? Também haviam profetas que predisseram grandes catástrofes no mundo, e há relativamente pouco tempo atrás, pessoas predisseram que no ano de 2000, todos os computadores falhariam e a sociedade como a conhecemos desapareceria.

Chegou o novo milênio e o que aconteceu? Nada disso.

A única coisa certa é que ainda vivemos em um mundo de superstição. A questão é: estamos cientes disso?

Você vê, ser cético é habilidade mais útil que podemos desenvolver na nossa geração. Você pode continuar acreditando em tudo o que escuta e o que vê, mas a sua capacidade de duvidar e questionar pode te tirar dessa “roubada”, tornando-o capaz de discernir verdades de mentiras.

Onde quer que você vá, você ouvirá todos os tipos de opiniões de outras pessoas. Você encontrará grandes contadores de histórias querendo dizer o que você deve fazer com sua vida. Não acredite neles. Escolha ser cético, sempre — aprenda a ouvir e depois faça as suas escolhas. Essa é sua vida e de ninguém mais.

Até que ponto você acredita que deveria questionar? Que tal iniciarmos uma discussão sobre este tópico nos comentários abaixo?

Deixe um comentário