Mais vida familiar

Como fica o casamento depois da maternidade

Quando eu estava noiva, muitas vezes ouvia falar sobre o quanto era difícil manter um casamento. Casar era algo que as pessoas diziam que envolveria muito trabalho e dedicação, todos os dias. E essa seria a coisa mais difícil que eu faria na minha vida, é claro, antes de ter filhos. No entanto, eu achei que nada disso fosse verdade.

O casamento parecia realmente fácil para mim. Eu estava apaixonada e, aparentemente, o meu marido também. Eu não sentia que precisávamos trabalhar duro para que nosso casamento funcionasse. Foi sem esforço. Ficamos felizes, fomos bons em comunicar-nos, e quase nunca discutimos.

Não foi até nos tornarmos pais que percebi o quão difícil aquele relacionamento poderia ser, porque, honestamente, o casamento é muito mais difícil depois das crianças.

Quando meu marido e eu nos casamos, pensei secretamente que éramos um pouco melhores do que todos os outros casais que falavam sobre o quão difícil era.

Eu não imaginei que fosse sempre “mamão com açúcar”, mas achei que estávamos melhor equipados para lidar com os altos e baixos nos quais a nossa vida juntos nos lançaria, inclusive quando nos tornássemos pais.

No entanto, não demorou muito depois de eu dar à luz para perceber o quão errada eu estava. Nosso casamento, uma vez fácil, de repente tornou-se incrivelmente difícil, e porque sempre gostamos de um relacionamento sem esforço, eu não sabia como lidar. Nem o meu marido.

Mesmo que a nossa relação tenha se tornado mais forte durante os últimos meses, desde que nos tornamos pais, eu sei que nunca mais será tão fácil como era no começo.

Eu pensei que estava pronta para as noites intermináveis ​​sem dormir, porque eu sabia o que é passar noites em claro enquanto eu ainda estava na faculdade. Eu já estava acostumada a me levantar às 4:00 da manhã para escrever artigos que eu procrastinava por muito tempo.

Eu estava acostumada a me estressar. Estava acostumada a um cronograma imprevisível. Se essa era a vida com que o meu marido e eu já estávamos acostumados, eu pensei que a nossa transição para a paternidade não seria tão desafiadora assim. Obviamente, eu estava errada.

Para ser honesta, o nosso casamento nunca mais voltou a ser o mesmo, desde o momento em que segurei a minha filha nos braços pela primeira vez.

O esgotamento da paternidade não era o tipo de exaustão que eu acostumada a experimentar. Era mais profundo e me consumia muito mais, fisicamente e emocionalmente.

A energia que eu costumava dedicar ao meu relacionamento com meu marido foi prejudicada pelas exigências da maternidade.

Mesmo que meus dias em casa com a nossa filha recém-nascida fossem solitários, eu quase não tinha vontade de conversar com meu marido quando ele chegava em casa no final do dia. Eu também me sentia desgastada de cuidar da nossa filha.

Eu não queria falar sobre o meu próprio dia, nem mesmo ouvir sobre o dele. Eu estava acostumada que o meu marido sempre soubesse de tudo o que eu precisava dizer, mas agora parecia que tudo mudou durante a noite.

Eu nem estava inteiramente certa sobre as minhas necessidades, mas sabia que as mesmas não estavam sendo cumpridas. Eu tive que aprender a me comunicar melhor, o que não era uma tarefa fácil enquanto eu estava lutando simultaneamente com a curva de aprendizado íngreme da maternidade.

Tínhamos que reformular completamente o nosso relacionamento, reaprender tudo o que pensávamos que nos conhecíamos um sobre o outro.

Eu nunca pensei que haveria um dia em que eu teria que lembrar-me de cumprimentar meu marido quando ele chegasse em casa, ou lembrar-me de dar um beijo de despedida, porque eu me tornei tão varrida pelo cuidado com a nossa filha.

Tenho que me lembrar conscientemente de cuidar do meu casamento, lembrar de olhar para o meu marido como a pessoa que amo, não apenas como o meu parceiro de trocar fraldas.

Com as constantes exigências da nossa filha, é muito mais fácil dizer do que fazer. Desde que nos tornamos pais, o nosso relacionamento já não foi o centro do meu mundo, e eu tenho que trabalhar duro para priorizá-lo e mantê-lo saudável.

Mesmo que nosso relacionamento tenha se tornado mais forte ao longo dos últimos meses, desde que nos tornamos pais, sempre haverá novos obstáculos para superarmos, e novas lutas que teremos que resolver.

Mas não importa o quão difícil tudo isso seja, eu sei que o nosso relacionamento sempre valerá o esforço. Eu só tenho que encontrar a energia para isso.

O que mudou em seu casamento depois da maternidade? Compartilhe nos comentários!

6 comments

  1. Thaís, adorei seu texto! De forma honesta e ao mesmo tempo com doçura, aproxima-nos da realidade de ser esposa e mãe. Linda família que vocês estão construindo! Um beijo, saudades! Juliana (da Crisma).

    1. Juliana,

      Fico muito contente que tenha gostado do texto e agradecida pelo seu carinho. Também desejo que tenha muito êxito na família que você está formando.

      Um forte abraço,

      Thais

Deixe um comentário