Mais contribuição

O que é preciso para manter a calma sobre o futuro

Você tem alguma curiosidade sobre o que vai acontecer amanhã? Você ainda acompanha a previsão do tempo? Ou, então, você segue o horóscopo ou qualquer outra agenda que te promete alguma certeza sobre o que vai acontecer na próxima semana, mês ou ano? Melhor, você tem um plano de carreira (ou de vida) para os próximos dois, cinco e 10 anos?

É bastante provável que você tenha respondido “sim” para algumas das questões acima. Por quê? Simplesmente porque todos temos um certo nível de ansiedade sobre o que vai acontecer. E essa ansiedade é positiva, mas até certo ponto.

Um nível de ansiedade controlado nos leva a agir, em vez de permanecer de prazos cruzados. Enquanto isso, uma crise de ansiedade nos leva ao desespero e pode causar transtornos psicológicos gravíssimos. E não é isto o que queremos, certo?

Bem, eu vou assumir que você começou a ler este artigo porque deseja controlar o seu nível de ansiedade enquanto espera que o futuro chegue. Agora, se você acha que eu vou te dar mais algumas previsões [irrealistas] sobre você e o seu futuro, sinto muito, mas você está no lugar errado.

Agora, veja que diferente das gerações passadas, vivemos em uma era onde tudo muda muito depressa. O que as escolas de negócio ensinaram no ano passado já estão obsoletas; o que sabemos sobre alimentação saudável hoje, provavelmente, será questionado no primeiro artigo científico que recebemos no email da manhã seguinte; e, se tudo correr bem, você ainda terá um emprego em 2030, quando já não existirão nações pobres no mundo.

Nada disso é certo, claro. No entanto, algumas coisas que funcionaram no passado podem nos ajudar a manter a calma para lidar com tantas incertezas sobre o futuro. Claro que isso não se aplica para muitos casos, especialmente não para o mercado de ações. Eu estou falando das características pessoais que podemos desenvolver para lidar com a nossa ansiedade.

Vamos a elas.

Sentir-se vulnerável

StockSnap_ONVNBLKGCS.jpg

Essa é uma das habilidades mais importantes que você pode desenvolver hoje para se preparar para o futuro. Quando você aprender a se sentir vulnerável é mais provável que aqueles seus planos de carreira realmente saiam do papel.

Como você fica bom nisso?

Faça coisas que são desconfortáveis, de propósito. Mas comece com pequenas doses. Tente exercitar-se um pouco, mesmo que seja difícil. Quando você se encontra evitando o desconforto, force um pouco mais (dentro dos limites da razão e segurança, é claro).

Lidar com a incerteza

StockSnap_GPENZWC6X4.jpg

Iniciar um negócio, por exemplo, é uma coisa incrível de se fazer, mas se você tem medo da incerteza, você jamais será capaz de empreender. Você tem medo por não saber como as coisas vão acabar e assim você acaba desperdiçando qualquer oportunidade.

Se você se tornar bom em desconforto e incerteza, você pode fazer tudo: viajar o mundo, enquanto escreve sobre isso em um blog ou livro; iniciar um negócio; viver em outro país e ensinar o seu idioma; aprender a programar e criar o seu próprio software; fundar uma startup; publicar uma revista online com outros bons escritores, entre outras coisas.

Se oportunidades como estas surgirem no futuro, você estará semi-preparado. Mas, tudo isso é inútil se você não for capaz de superar o problema universal da distração.

Deixar de ser distraído

StockSnap_C2QNLL8FRY.jpg

Você pode criar oportunidades porque é bom em lidar com a incerteza e o desconforto, mas não aproveitá-las porque você está muito ocupado nas redes sociais ou na frente da TV. Na verdade, distrações como essas são apenas formas de evitar o desconforto.

O que a maioria das pessoas não percebe é que o medo as controla. Elas não percebem quando correm para a distração, ou deixam de fazer coisas que prometeram a si mesmas.

Como resultado, a maioria das pessoas gasta o tempo em coisas que não importam. E um ano fazendo isso, elas não terão nada. Mas, se você faz algo relevante todos os dias, no final de um ano você poderá ter algo grandioso. E, claro, algumas novas habilidades.

Acreditar mais em você

StockSnap_V8BZ1ZLYC7.jpg

Agora se você estiver preocupado com tudo isso, você precisa ser capaz de convencer alguém a acreditar o suficiente em suas capacidades.

Mas, antes disso, você mesmo precisa descobrir por quê é digno de alguém acreditar em você. E você tem que aprender a comunicar isso.

Se você está vendendo brigadeiro de porta em porta ou um aplicativo na loja da Apple, ou tentando conseguir um emprego como caixa de supermercado, você deve aprender a convencer as pessoas. E a única maneira de melhorar nisso é com a prática.

Então, construa confiança, fazendo o seu melhor em cada tarefa, sendo honesto, admitindo erros e cumprindo prazos. Isso te dará um boa reputação. Com essa reputação, as pessoas vão querer recomendá-lo e você terá mais chances do que a maioria.

Por fim, tente isto:

Melhorar sempre

StockSnap_9YQLKH6FL5.jpg

Se você estiver trabalhando em alguma ou em todas as características pessoais discutidas acima, você já pode se considerar muito à frente de outras pessoas. Porque a triste realidade é que muitos entre nós desejamos um futuro melhor, mas olhamos para ele de forma extremamente passiva.

Agora, se você considerar estes pontos discutidos aqui e for capaz de agir sobre eles, a partir disto, as oportunidades virão: um emprego novo; uma ideia para uma startup; uma nova habilidade para aprender, que pode ser transformada em um negócio; e, finalmente, a chance de desenhar o seu futuro.

Você vê? É impossível prever o seu futuro, mas você pode se preparar para ele aprendendo sobre si mesmo, tornando-se mais confiável, criando algo, superando as distrações, e ficando bom em lidar com o desconforto e a incerteza.

Mesmo que eu ou você não temos ideia de como o mundo será em dois, cinco ou 10 anos, eu acredito que nós, como geração, podemos melhorá-lo.

E antes que você me diga que esse é outro “papo furado” lembre do que o estudioso de mídia John Culkin quis dizer quando mencionou estas palavras: “nós moldamos as nossas ferramentas e depois elas nos moldam”.

Leve esta ideia:

Enquanto não podemos prever o futuro, é o nosso papel nos preparar para ele.

Como você está se preparando para o futuro? Comente abaixo!

Deixe um comentário