Mais contribuição

Como tirar o melhor proveito dos primeiros 30 dias em um novo emprego

Durante os meus primeiros 30 dias em um novo emprego, eu lembro de ter chegado em uma área comum para tomar uma xícara de café, e lá eu não pude deixar de ouvir a conversa entre dois dos meus colegas. Ambos estavam reclamando sobre a inutilidade dos mais jovens na empresa. Segundo eles, millennials são desmotivados, intitulados, preguiçosos e improdutivos.

Como millennial, eu me senti rapidamente ofendida. Eu trabalhava duro e até acreditei que estava indo bem nas minhas primeiras três semanas.

No entanto, enquanto eu refletia sobre a conversa deles, eu percebi que eles estavam parcialmente certos. Na verdade, nem todos os millennials à minha volta eram o tipo de profissionais que eu recomendaria para um trabalho.

Naquele ponto, eu me questionei: como millennials podem entrar em um novo emprego e provar o melhor de si mesmos?

Esse questionamento deu origem a este artigo.

Aqui estão cinco passos para os primeiros trinta dias no seu novo emprego:

1. Chegue cedo e fique até mais tarde

Nada irá destruir mais a reputação que você ainda nem foi capaz de construir do que chegar tarde no trabalho.

Eu vou além, dizendo que eu devo grande parte do meu sucesso profissional à minha capacidade de chegar no trabalho antes do horário.

Esteja disponível o maior tempo possível e realmente contribua.

Tome isso como seu novo lema nos seus primeiros trinta dias. Chegar cedo e sair mais tarde mostrará ao seu supervisor que você é disciplinado e que ele pode contar contigo.

Do mesmo modo, resista ao impulso de sair correndo antes mesmo que o relógio marque a hora de fim do expediente. Em vez disso, tente ficar 15 minutos a mais do que a maioria dos seus colegas, pelo menos, nos primeiros dias do seu novo trabalho.

Pense nisso dessa forma:

Até o final da primeira semana, você terá 75 minutos a mais adicionados às suas chances de contribuir com a empresa, com novas ideias, ou pela simples realização de tarefas que exigem a sua prática para um melhor desempenho.

2. Mantenha o celular desligado, se o mesmo não for crucial para o seu trabalho

Millennials gastam uma média de 17,8 horas por dia usando diversas plataformas de mídia online. Você leu bem, 17,8 horas por dia. Como você espera ser um profissional produtivo enquanto passa tanto tempo nas mídias sociais?

Enquanto as pessoas se queixam de seus colegas de trabalho que não conseguem manter suas mãos e olhos fora de seus dispositivos móveis, você se destacará (de uma boa maneira) ao manter o seu telefone afastado.

Desligue-o e mantenha-o em sua mochila. Para os viciados, deixe-o no seu carro ou em um guarda-volume. Experimente isso por alguns dias e veja como você pode ser mais produtivo e eficiente sem distrações eletrônicas em seu trabalho.

[RELACIONADO]: 3 razões um tanto óbvias para limitar as distrações digitais da sua vida

3. Use pequenos intervalos em áreas comuns para interagir com os colegas

Se você já leu “Quiet — The power of introverts in a world that can’t stop talking” e me conhece, você sabe que eu me encaixo bem no perfil de uma pessoa introvertida. Isso significa que, a menos que você se aproxime de mim, eu não vou falar com você, nem mesmo manter contato visual contigo.

No entanto, percebi que, espcialmente no trabalho, criar uma rede de relacionamentos é um ingrediente indispensável para o sucesso. Por isso, eu passei a fazer questão de sair da minha zona de conforto e expandir continuamente a minha esfera de influência.

Eu sei, depois de ter mantido seu telefone longe enquanto você trabalha, o seu primeiro instinto pode ser verificar o Facebook ou Instagram durante a hora do almoço. No entanto, recomendo tomar de 10 a 15 minutos todos os dias para simplesmente conhecer seus colegas de trabalho.

Faça perguntas para descobrir quais são os títulos deles, há quanto tempo eles estão na empresa, quais as suas responsabilidades diárias, etc.

Discutam sobre como contribuir mais.

Em seguida, tome a iniciativa e lidere sua capacidade de construção de uma equipe no escritório.

Mostre ao seu chefe que você pode criar relações e liderar outras pessoas. Uma vez que o tempo chega para preencher uma posição de liderança, o seu nome poderá ser naturalmente adicionado à lista de candidatos.

[RELACIONADO] 4 habilidades necessárias para ajudá-lo a se tornar um líder

4. Peça permissão para fazer sugestões

As empresas crescem se reinventando, melhorando e agilizando processos. Por isso, é importante sugerir formas mais eficazes e eficientes para atingir os mesmos objetivos.

Na verdade, a maioria dos gerentes receberá bem as boas sugestões. No entanto, prossiga com cautela, porque é aqui que a maioria dos millennials obtêm o rótulo de “intitulado”.

Pense nisto:

Se você é qualquer coisa como eu, que adora dar a sua opinião, você pode estar atrapalhando em vez de ajudar. Millennials são famosos por pensar que suas ideias são “revolucionárias” e melhor do que qualquer coisa que tenha sido feita. Mas, frequentemente, “ajudar” pode parecer para você melhor do que realmente é.

A chave para dar a sua sugestão é esperar até ter uma boa compreensão dos processos diários em uma empresa. Depois disso, solicite permissão ao seu supervisor para oferecer uma sugestão no futuro, caso surja uma oportunidade.

Dessa forma, a maioria se sentirá respeitada e provavelmente mais aberta para as suas ideias.

Lembre-se: sempre peça permissão para dar sugestões.

Antes de chegar este momento, prepare-se para a apresentação da sua ideia, pratique várias vezes e mantenha-se confiante. Depois de fazer a sua sugestão, comprometa-se e entregue resultados. Isso irá te dar uma vantagem, especialmente quando chegar a hora de pedir um aumento.

5. Assuma os seus erros, mas não seja descuidado

No seu primeiro mês, você provavelmente vai errar muito. Ninguém é perfeito. Pessoas cometem erros. Até mesmo os líderes mais admirados erram. No entanto, os líderes que mais admiramos são aqueles que assumem os seus erros.

Siga o exemplo deles. Mostre à sua equipe e ao seu chefe que você é um líder expressando imediatamente as suas “pisadas na bola”, ou aceitando críticas construtivas.

Diante de tudo isto, a minha recomendação é aprender o máximo que puder durante os primeiros 30 dias e praticar novas tarefas com as quais você não se sente confortável.

A maioria dos empregadores é mais indulgente com gafes durante os primeiros 30 dias. Este período é ideal para tentar, falhar e ajustar. Aproveite ao máximo esse tempo.

Que outras recomendações importantes você poderia adicionar a essa lista? Comente abaixo!

One comment

Deixe um comentário