Mais bem-estar

Halloween é o feriado ideal para millennials

Durante a sua infância e adolescência, é provável que você tenha ouvido falar durante as aulas de inglês sobre o Halloween (Dia das Bruxas) e de como essa celebração é popular, especialmente nos Estados Unidos. Você chegaria a colorir um desenho de uma abóbora macabra para colar na parede da sala de aula. Então, você chegaria em casa, ligaria a TV e assistiria a alguns desenhos animados inspirados na mesma celebração. Isso era tudo.

Não havia nada sobre o Halloween que o deixaria excitado. Mas, agora que você já se tornou adulto, parece que tudo começa a fazer mais sentido.

Por que?

Durante décadas, o Halloween estava voltado para crianças e a maioria dos gastos era com doces, roupas baratas e algumas decorações. Em algum momento, o mesmo evento se tornou o sexto feriado comercial mais importante, graças aos millennials.

Eu parei para refletir sobre a razão disso ultimamente, na medida em que o Halloween se aproxima. Aqui estão algumas das respostas que eu encontrei, e que possivelmente você (ou alguém que você conheça) possa se identificar.

Halloween significa se tornar alguém que você não é

A maioria de nós já brincou de trocar de figurinos durante a infância (alguns mais do que outros). Fazíamos isso pelos sentimentos que uma vestimenta poderia provocar em nós mesmos, embora não soubéssemos o que isso representava.

Depois de adultos, o simples ato de vestir um traje, além de trazer memórias da nossa infância, quando as coisas pareciam mais fáceis, nos permite “fazer de conta” que somos quem não somos. Por algumas horas, somos alguém que não tem contas para pagar, não tem relacionamentos para nos estressar, nem horários para cumprir.

halloween-party-game-56a325465f9b58b7d0d095cd.jpg

Se você olhar para dados da indústria (mais uma vez, especialmente nos EUA), todos os gastos aumentaram nos últimos 10 anos em fantasias para adultos (mais de US$ 1,2 bilhão), roupas para animais de estimação (US$ 400 milhões) e decorações (quase US$ 1,9 bilhão). Apenas neste ano, quase 70 milhões de adultos vão se vestir com fantasias (83% são millennials) e os consumidores vão vestir quase 20 milhões de animais de estimação.

O feriado promove auto-expressão e experiência social

Millennials, mais do que qualquer outra geração, abraçam a auto-expressão. Somos filhos das mídias sociais e por isso somos muito mais auto-expressivos do que as gerações passadas. Muitas vezes, somos como um livro aberto, dispostos a abraçar outras pessoas — e o Halloween nos oferece essa oportunidade.

Em segundo lugar, mais do que qualquer outra pessoa, valorizamos a experiência. Compartilhamos experiências com amigos e família nas mídias sociais.

O Halloween tem um grande incentivo dado pela mídia

Para melhorar e definir experiências, Hollywood, televisão e indústria de videogames tornaram extremamente desejáveis ​​zumbis, vampiros e outros fantasmas.

Millennials cresceram com zumbis (por exemplo, o Walking Dead) e outras criaturas de maneiras que outras gerações não foram expostas. Portanto, esperamos viver essas experiências através de festas, casas assombradas e parques temáticos.

Pode-se dizer que Halloween é o primeiro feriado das redes sociais. Por quê? Porque as mídias sociais são usadas para planejar e coordenar atividades de Halloween tanto quanto para capturar memórias e experiências.

Além disso, quase 25% de todos os millennials obtém uma ideia do que vestir através do Pinterest. Esse número cai para menos de 13% para outros adultos.

Se não bastasse, há pouco mais de uma década, as ideias de fantasia e as compras eram feitas na loja. Hoje, apenas 27% das decisões de compra são feitas geradas na loja, enquanto 35% são através de lojas online e o resto através de mídias sociais, com Pinterest dirigindo mais de 13% dessas decisões.

É a chance para provar comidas que vemos no Pinterest

Quem não ama a comida do Dia das Bruxas? Quero dizer, vamos lá. Elas são apetitosas, interessantes, ou até mesmo assustadoras, tudo o que alguém poderia desejar. Por exemplo, olhe para estas múmias!

MUMMY.jpg

Isso não é tudo, ainda nem falamos de doces!

[RELACIONADO] O que explica a nossa paixão pelos doces

Embora os gastos com doces permaneceram relativamente baixos em pouco mais de US$ 2,2 bilhões, como adultos, temos nossos próprios salários e isso significa que não precisamos buscar doces por horas e depois passar outra hora escolhendo todas as coisas boas que realmente gostamos do nosso “tesouro”. Nós apenas vamos à loja e compramos.

A temporada da início para a melhor época do ano

Os consumidores começam a comprar mercadorias para o Halloween antes do que nunca. Mais de 34% começam a comprar em setembro, 41% nas duas primeiras semanas de outubro e os restantes 25% aguardam as duas últimas semanas que antecederam o feriado. Uma vez que todas as mercadorias são especializadas, descontos de 50% ou mais aparecem nas últimas semanas. Bom para economias, mas a seleção de produtos é mais limitada.

De um pequeno feriado de nicho para um importante importante para varejistas e consumidores, especialmente millennials, o Halloween passou a marcar o calendário de varejo. Por que você acha que isso aconteceu?

Eu tenho um argumento final:

Diferente da época de Natal ou de qualquer outro feriado na época de fim de ano, o Halloween nos expõe mais a filmes de terror, casas assombradas, etc, o que se tornam razões ideias para ficar assistindo televisão debaixo da coberta, com ou sem uma boa companhia. O que mais você poderia pedir?

Couple-Watching-TV-Credit-iStock-144800570.jpg

Então, se você ainda não se juntou ao movimento obcecado pelo Halloween com outros millennials, está aí mais uma chance!

Deixe um comentário