Mais liberdade

O guia prático para quem deseja viver e trabalhar de qualquer lugar do mundo

Quem não gostaria de ter um emprego e gerenciar a sua própria agenda, enquanto vive em um lugar incrível mundo afora? Tanto quanto isso pode soar como a introdução de um esquema de pirâmide, este guia é o primeiro passo para todas as pessoas que desejam alcançar esse estilo de vida extremamente independente.

Antes de qualquer coisa, vamos definir sobre quem eu estou falando.

O perfil

O termo “nômade digital” descreve o profissional que trabalha de qualquer lugar do mundo, vivendo em diferentes países por diferentes períodos de tempo. Muitas vezes optando por cidades com baixo custo de vida, esses indivíduos têm um grau único de liberdade para viajar, o que antes parecia exclusivo para celebridades ou ultra ricos.

Os nômades digitais optam por esse caminho movidos pela sua paixão em viajar, mas eles também têm ambição pelo sucesso, habilidade de lidar com o desconforto e a convicção de que se pode romper com estilos de vida tradicionais.

Graças à internet e um número crescente de trabalhos que podem ser realizados remotamente, ser um nômade digital é uma realidade cada vez mais interessante e viável. Quer dizer que não precisamos esperar mais até a aposentadoria para viajar, e podemos decidir quando e onde trabalhamos.

[RELACIONADO] Como a nossa geração está redefinindo o sucesso

Tipo de trabalho

Claro que trabalhar de qualquer lugar soa ótimo, mas o que você faria para ganhar dinheiro?

Normalmente, os nômades digitais se dividem em três campos de trabalho diferentes: trabalhadores remotos para empresas com base em seus países de origem, freelancers ou empresários. Alguns até combinam um pouco dos três.

Photo by Andrew Neel on Unsplash

Veja a definição destes trabalhos abaixo.

1. Empregos remotos

Esta é a maneira mais segura de tornar-se um nômade digital.

Os empregos remotos estão se tornando mais comuns nos dias de hoje, especialmente entre as empresas que entendem que nem todos os seus funcionários prosperam em um ambiente formal de escritório, enquanto eles ainda são capazes de ser um ativo valioso para a equipe.

Se você estiver pronto para mudar de emprego, ou quiser ter uma ideia do mercado de empregos remotos, o “Remoteok.io” oferece diferentes tipos de trabalhos assim, especialmente nas àreas de tecnologia, marketing e engenharia.

Se você ama o seu emprego atual, mas não a localização, e pode realizar o mesmo trabalho online, alguns empregadores tradicionais ainda podem oferecer trabalhos remotos. Como quase tudo na vida, não custa nada perguntar.

[RELACIONADO] O que aconteceria se todos fôssemos home officers

2. Freelances

Muitos nômades digitais são freelancers autônomos. Eles desempenham um trabalho com base em suas habilidades específicas, sejam de escrita, design gráfico, vendas, etc.

A melhor maneira de se tornar um nômade digital como freelancer, uma vez que você decidiu sua especialidade, é criar um portfólio e colocar o seu chapéu de vendedor ao entrar em diferentes agências de emprego ou em pequenas empresas que podem precisar das suas habilidades.

Como a maioria dos nômades digitais irá te dizer, se você dedicar tempo suficiente para oferecer os seus serviços, eventualmente, algo vai aparecer. Então, não seja tímido.

Para criar um portfólio, se você ainda não tiver um, comece buscando oportunidades por meio do “Elance“, “Upwork” ou mesmo “Craigslist” em seu tempo livre. Há ótimos trabalhos nesses sites. Basta estar preparado para começar a trabalhar.

3. Empreendimentos

Os nômades digitais que desejam empreender podem instalar as suas empresas em um lugar incrível, como Chiang Mai na Tailândia ou Medellin na Colômbia.

Quer se trate de um novo aplicativo ou de um negócio digital, esses profissionais experientes descobriram que o custo de criar uma empresa é mais barato em certos países e, portanto, eles se dedicam a tempo integral ao empreendimento, simplesmente porque podem se dar esse luxo.

Se eles sustentam suas viagens através de freelancers a tempo parcial ou de economias anteriores, o baixo custo de viver na cidade de escolha deixa menos espaço para o estresse e mais espaço para a inspiração.

Não tem uma ideia para começar um negócio, mas você está convencido de que isso é para você?

Não se preocupe. A própria internet oferece boas dicas sobre os melhores empreendimentos para nômades digitais.

Onde viver

Se você já conseguiu um emprego ou alguns clientes, é hora de encontrar o seu primeiro destino.

Você deve procurar por um lugar que tenha rápida velocidade de internet, seja amigável para estrangeiros e, com sorte, tenha um baixo custo de vida.

Você poderia ficar surpreso ao ver quão acessível e barato é viver em lugares como Praga ou Bali.

No passado, os nômades digitais tiveram que tentar a sorte em diferentes cidades e espero que tenham feito a escolha certa. Felizmente, você não precisará fazer o mesmo.

O próprio criador do Remoteok.io, Pieter Levels, criou um site extremamente útil chamado NomadList.io que apresenta uma lista de cidades para viver como nômade digital, com informações detalhadas sobre aspectos como a qualidade do ar, preços de aluguel de curto prazo e ambientes de co-trabalho (conforme eu defino a seguir).

Onde trabalhar

Falando em espaços de co-trabalho, a maioria dos nômades digitais transforma cafeterias em escritório, mas outros preferem trabalhar e interagir com outras pessoas.

Photo by Toa Heftiba on Unsplash

Cidades em todo o mundo estão buscando satisfazer a necessidade de colaboração desta comunidade no local de trabalho através de espaços de colaboração — ou co-trabalho.

Nos espaços de co-trabalho, você pode encontrar pessoas de mentalidade semelhante à sua, fazer novos amigos e se expor a uma riqueza de conhecimento, o que pode aumentar a sua criatividade.

Considere também que muitos espaços de co-trabalho oferecem acomodações com refeições incluídas.

Dê uma olhada no site “HUBUD“, sobre trabalhar em Bali, para ter uma ideia do que esperar em um desses lugares.

Para saber mais

Se você está interessado em tornar-se um nômade digital e quer saber mais detalhes, existem inúmeros recursos online para ajudá-lo a se informar.

O meu favorito é o “Digital Nomad Fórum“, que apresenta vários tópicos úteis, mostrando por que tantas pessoas estão abraçando este estilo de vida e como você pode fazer o mesmo.

É inspirador ver que tantas pessoas deixam tudo para trás e passam a ver o mundo e experimentar novas culturas de uma maneira nunca vista antes.

Para alguns, tudo isso pode soar um pouco assustador ou mesmo desagradável, mas para os outros, que sonham em viajar enquanto trabalham, essa é a combinação “perfeita”!

Antes de mais nada, lembre que nem tudo se trata de sombra e água fresca quando você é um nômade digital. É preciso um alto nível de disciplina, organização e muita criatividade para liderar com sucesso esse estilo de vida.

Você está pronto para viver e trabalhar de qualquer lugar do mundo?

2 comentários

  1. Muito interessante como você aborda o mundo do nômade digital. Penso que este tema é tão vasto que poderia ser abordado diversos temas acessórios que contribuissem para decisões concretas e prósperas. É fantástico a liberdade de poder estar onde e como quiser. Agora eu lhe pergunto…. onde exatamete? O que existe lá (qualquer lugar que seja este “lá”) ? O que realmente busco como modo de vida? Vale a pena ser nômade ou só digital? Como analiso um país, cidade, vilarejo para saber que ele realmente reúne características que irão me agradar? Muitas perguntas não é?! Risos. Você acendeu isso tudo! Grata!

Deixe um comentário