Mais liberdade

O que é preciso para manter um blog e dedicar-se à criação dos filhos no mesmo tempo

Depois de abandonar o meu trabalho no Brasil, de me casar e depois mudar para a África do Sul, eu comecei a buscar maneiras de investir todo o tempo que eu teria sem um trabalho formal. Eu até cheguei a buscar um novo trabalho, mas isso parecia mais desafiador do que escalar a Table Mountain.

Então, eu apliquei para um curso de mestrado, e fui aceita. Mas, eu ainda tinha bastante tempo livre no meu dia e decidi começar um novo blog, que eu intitulei “Devaneio Sobre Tudo. Naquele blog, eu escrevia aleatoriamente sobre os meus devaneios, os meus sonhos para o futuro e os meus sentimentos que acompanharam as últimas transformações na minha vida.

Então a minha filha nasceu. E eu já não tinha mais todo aquele tempo livre. Honestamente, eu cheguei a dar graças quando tinha tempo para fazer pipi ou tomar um banho demorado (de três minutos).

A minha rotina se transformou da noite para o dia, mas o interesse de manter um blog permanecia. E eu continuei escrevendo.

E por mais que tenha sido difícil cuidar desse blog e de uma criança recém-nascida em casa, eu persisti. E eu persisti porque eu realmente acredito que esse canal pode ajudar outros millennials como eu a lidarem com experiências similares ao que eu já passei.

Toda essa história nos leva ao ponto principal deste artigo: Um blog pode ser uma saída incrível e criativa para as mães. Essa foi uma das razões pelas quais eu decidi manter esse blog, porque ele poderia se tornar uma alternativa profissional em um mundo de trabalho instável. E eu poderia fazer isso enquanto eu cuido da minha filha em casa.

Mas não vou mentir, manter um blog enquanto você tem que cuidar da casa e de um filho (ou mais) não é nada fácil!

A minha filha demanda muito tempo. E dedicar-me a ela continua sendo a minha prioridade.

Mas, se você tem filhos pequenos em casa, e quer mesmo manter um blog, eu vou deixar aqui algumas dicas que funcionaram para mim.

1. Conheça o por quê

É muito mais fácil puxar o gatilho e começar o seu blog quando você sabe o por quê por trás disso. Então, questione-se “qual é a principal razão para isso?”, é para:

  • Compartilhar a sua experiência
  • Ajudar, ensinar ou inspirar outras pessoas
  • Construir um segmento
  • Ter um espaço criativo

Eu não sei as suas razões. Todas as pessoas começam a blogar por diferentes razões e você deve conhecer quais são as suas. Se eu puder te inspirar a definir as suas razões, este meu blog já valeu a pena.

Pode ser difícil lembrar o seu por quê quando você não consegue pensar em um tema específico, um nicho de mercado, ou em tópicos para escrever no seu blog. Isso acontece com todos. Mas quando você tem o seu por quê em mente, é mais fácil encontrar uma alternativa.

Um elemento forte para criar um blog com maior potencial de ser bem-sucedido (ou seja, que se mantenha por algum tempo) é ter um amigo blogueiro que se dedica a fazer o memo. Quando você tem isso que eu chamo de “sistema de apoio” é mais fácil cumprir com a sua promessa e continuar a escrever.

2. Trabalhe enquanto eles dormem

Se você se tornou pai ou mãe recentemente, já deve estar cansado de ouvir: “Descanse enquanto o seu bebê descansa”. Mas, se são 9:00 da manhã quando o seu bebê começa a tirar uma soneca, e você tem uma ideia genial para o seu blog, corra para a frente do computador e dedique-se a colocar essa ideia em prática.

Lembre que as crianças pequenas não continuarão a tirar tantas sonecas por muito mais tempo durante o dia. Então, aproveite esse tempo precioso.

E se você já perdeu essas chances porque os seus filhos já estão mais ‘crescidinhos’, tente trabalhar antes de eles despertarem pela manhã, ou depois que você os coloca na cama no final do dia.

3. Crie um plano

Uma dos meus maiores aprendizados no mundo corporativo foi a importância de criar um plano para tudo o que eu fosse realizar.

Agora, eu não sei sobre você, mas eu tinha dificuldades em cumprir um plano quando não havia ninguém me cobrando resultados. Até que eu eu criei uma medida de contingência (mais um dos conceitos de um trabalho formal): Eu me comprometo.

Eu faço uma reunião (ou conversa) com os meu principais stakeholders (marido e amigos), e falo dos meus planos abertamente. Assim, eu não posso desistir de nada disso tão facilmente.

E agora eu tenho que te dizer isso: não se cobre tanto. Eu também tenho grandes planos para este blog, mas eu sei que nenhum deles seja realizado da noite para o dia.

4. Crie blocos de trabalho no seu dia

Vamos pensar sobre a sua rotina. Como ela se parece?

A minha rotina de trabalho está formatada em pequenos blocos de trabalho combinados com outras atividades. Esses blocos de trabalho consistem em um tempo de 20 minutos.

Vinte minutos é um bom tempo para o seu filho se dedicar a uma atividade que não envolva você. Também está provado que essa quantidade de tempo é eficaz para ser mais produtivo.

Veja o que você pode fazer em 20 minutos:

  • Rascunhar um novo artigo
  • Escrever um boletim informativo
  • Participar em grupos do Facebook
  • Responder a comentários no seu blog
  • Buscar por programas de afiliados p
  • Ler duas postagens em outros blogs e comentar sobre elas
  • Escrever a introdução de um artigo para postagem
  • e mais….

Lembre-se, é você quem define a sua rotina e escolhe como tirar o melhor proveito dela.

5. Faça bom proveito das distrações

Se você é uma mãe ou pai que trabalha desde casa, então já deve estar acostumado a distrações que envolvam o seu filho ou outros membros da família, amigos, internet, etc. O que eu gosto de fazer para lidar com essas distrações é realmente aproveitá-las.

Eu sou bem consciente de que observar a minha filha brincando pode ser uma distração enquanto eu estou tentando escrever o rascunho de um novo artigo. Mas, é essa a grande vantagem de trabalhar sem tanta cobrança por resultados. E é nesse momentos que eu percebo o que é prioridade na minha vida.

Enquanto manter um blog está me tornando uma pessoa mais realizada em vários aspectos, eu busco constantemente me lembrar das principais razões que me trouxeram até aqui. E, se inspirar outros mães da minha geração é uma delas, então o meu papel é realmente ser uma mãe exemplar.

O que está te impedindo de criar o seu próprio blog? Se você já iniciou o seu, me conta! Eu adoro descobrir novos blogs!

One comment

Deixe um comentário