Mais contribuição

O que eu aprendi escrevendo a versão em inglês do meu livro na Amazon

Digamos que você acaba de escrever o seu primeiro livro, assim como eu. Você já pensou em traduzí-lo para publicação em outros idiomas na Amazon? Eu pensei nessa possibilidade logo depois que eu publiquei o meu primeiro livro e ouvi de tantas pessoas interessadas em ler o mesmo conteúdo em outros idiomas.

[RELACIONADO] Excerto da versão em inglês de “Quem disse que millennials são todos iguais?

Isso finalmente se tornou uma realidade agora que eu acabo de publicar “Who Said all millennials are the same?”

A minha nova meta é traduzir e publicar o livro original  para a versão em espanhol ainda neste ano.

Agora que eu conheço o processo para tal, eu quero compartilhar a minha experiência com você neste artigo.

Vamos começar pelo mais importante:

Por que você deve publicar seu livro em outros idiomas?

Se você me seguiu aqui no blog por um tempo e também já leu o meu livro em português, você sabe que eu busco tirar o máximo proveito do conteúdo que escrevo.

Quer se trate de uma postagem de blog ou de um livro, existem várias formas de reutilizar o seu trabalho duro.

Uma maneira de reutilizar o trabalho que você colocou na escrita do seu livro é publicá-lo em muitos formatos diferentes:

  • Livro impresso;
  • Livro eletrônico (ebook); e
  • Áudio-livro.

No entanto, você também pode ter o seu livro traduzido para vários idiomas e isso tem suas vantagens.

Quando você publica seu livro em outros idiomas, você não só poderá alcançar mais pessoas com sua mensagem, mas também irá diversificar a sua renda.

Considere também que pode haver menos concorrência nestas outras línguas, o que lhe dá a oportunidade de potencialmente alcançar um público muito maior.

"Who said all millennials are the same?" na Amazon.com
“Who said all millennials are the same?” na Amazon.com

 

Na minha pesquisa, não encontrei muita informação sobre as línguas mais populares para publicar no Kindle, mas eu vi alguém dizer que espanhol e alemão parecem estar no topo da lista, logo depois do inglês.

Outras línguas a serem consideradas são o francês, o italiano, o japonês e o chinês.

No momento da redação desta publicação, existem 34 idiomas suportados pelo Kindle Direct Publishing (KDP).

Veja a lista de idiomas do KDP aqui.

Como eu comecei a traduzir meu livro para o inglês

Algumas pessoas se ofereceram para traduzir o meu livro de graça, mas eu pensei que um trabalho voluntário levaria mais tempo para acabar sendo feito.

Eu também tive uma editora em contato comigo para a obtenção dos direitos de traduzir o meu livro, mas nunca mais obtive retorno sobre essa oportunidade.

Então, cheguei a pensar que publicar os meus livros em outros idiomas não seria possível, até que eu pensei: se eu fui capaz de escrever uma dissertação de mestrado em inglês, por que eu não seria capaz de traduzir o meu próprio livro para este idioma?

Claro, talvez eu tivesse tomado uma dose de autoconfiança alta demais.

Naquele momento, eu cheguei a buscar opções de tradutores freelancers na internet, mas obviamente eu não tinha o interesse em investir milhares de reais em um produto com o qual eu também não tinha interesse em ganhar muito dinheiro.

Foi então que caiu a ficha: sim, eu poderia traduzir o meu livro por conta própria!

Foi assim que eu iniciei o processo: eu utilizei uma ferramenta de tradução virtual (Free Translation), recomendada por um amigo que é nativo em inglês, mas que também é fluente em português.

Uma etapa importante: revisar a tradução

Claro eu não confiaria integralmente em uma ferramenta de tradução virtual e, por isso, a revisão depois da tradução se torna ainda mais importante.

A revisão é um passo crucial para que você possa certificar-se de que seu conteúdo está sendo traduzido da maneira correta.

Naturalmente, nesta etapa, eu notei uma série de mudanças necessárias, o que eu fiz ao decorrer da revisão de todo o conteúdo.

Depois disso, eu já estava pronta para formatar meu livro e publicá-lo!

Formatar e publicar

Assim como eu fiz para a publicação da versão original do meu livro (em português), eu também usei o Kindle Direct Publishing para formatação final e publicação.

Uma vez que meu livro foi publicado no formato de ebook para o Kindle, eu também realizei a publicação para o formato de impressão.

Além da tradução do conteúdo, claro que eu também teria que traduzir o título, mas tentei manter a arte visual da capa tal como na versão original.

Veja como ficou nas imagens abaixo.

Aqui estão algumas lições que aprendi no processo:

1. Tenha tudo o que você precisa traduzido

  • Descrição do livro;
  • Sua biografia;
  • Páginas introdutórias;
  • Etc.

Eu também aprendi que o Google Translator pode ajudar nessa etapa. Eu não confiaria na mesma ferramenta para traduzir todo o seu trabalho, mas eu a usei algumas vezes para traduzir alguns textos curtos como a descrição do meu livro.

Como eu mencionei anteriormente, eu considero que possuo um bom nível de inglês escrito, então fiquei confortável o suficiente para saber se a tradução estava sendo feita de forma correta.

2. Use categorias específicas em inglês via KDP

Cada idioma será diferente, mas descobri que quando escolhi categorias normais no Kindle Direct Publishing, a página listou meu livro como um livro em português em alguns sites da Amazon.

Portanto, eu pesquisei as categorias exatas que eu queria para esses países e pedi a mudança manualmente através do suporte do KDP.

Além disso, dentro do KDP, há uma categoria específica para cada idioma que você pode escolher.

Voltei e alterei minhas categorias para que elas fossem listadas nos livros em inglês. Isso permitiria que meu público encontrasse mais facilmente o meu trabalho.

3. Não deixe de divulgar, antes mesmo da publicação

Mais uma vez, eu errei nesta etapa, graças à minha ansiedade por ter a mais nova versão do meu livro disponível para todos.

[RELACIONADO] O que eu aprendi com o erro na publicação do meu primeiro livro

Aqui está um excerpt para os mais ansiosos!

Por isso, a minha recomendação para você que ainda não publicou o seu livro em outros idiomas é essa:

Crie uma landing page simples para atrair novos leitores.

Com a sua nova lista de e-mail específica para esse idioma, deixe esses leitores potenciais morrendo de vontade de devorar o seu conteúdo logo que ele for publicado.

Ah, falando em divulgação, vamos terminar com um pouquinho de merchandising.

Aqui estão os links para a versão em inglês do meu livro (ebook e livro para impressão):

Na Amazom.com.

Na Amazom.com.br.

Conclusão

Estou tão agradecida com tudo o que eu aprendi no processo de traduzir meu livro para outro idioma e sei que haverá mais para aprender nos próximos dias.

E você: por que ainda não publicou o seu livro em outro idioma? Caso eu esteja enganada e você já tem um livro publicado em mais de um idioma, o que você aprendeu sobre o processo? Compartilhe nos comentários.

5 comentários

  1. Que matéria incrível! Era o que eu buscava. Estou querendo traduzir meu livro para espanhol, de preferência, ou inglês. Eu estudei espanhol por um bom tempo e me sinto confortável em ler e corrigir meus textos traduzidos a partir de ferramentas, é claro que tenho alguns amigos nativos no Idioma que também me ajudarão no processo, mas é sempre bom trabalhar minuciosamente para que tudo esteja certinho. Eu percebi uma melhora significativa nas traduções do Google, os erros caíram bastante e as palavras estão nas sentenças e colocações exatas, mas de qualquer forma não vou hesitar em utilizar outras ferramentas, como a que você sugeriu na postagem. Sabe, eu acredito que um livro traduzido para um outro idioma é mais passo para a realização de um autor, porque definitivamente abre os horizontes para que mais pessoas e leitores tenham acesso a novos pensamentos e ideias. Sua iniciativa foi show!
    Desejo sucesso, Thaís. Parabéns pelo blog, pelos livros e boas vendas na Amazon! 🙂

    1. Carlos, sucesso pra mim é receber comentários como esse. É saber que de alguma maneira eu contribui com o propósito de alguém. Que você realize-se em publicar o seu próprio livro em múltiplos idiomas, e que receba recompensas tão gratificantes quanto a que recebi com esse seu comentário. Abraços e me conta depois como foi a sua experiência! 🤗

  2. Que material bacana. Estou numa situação peculiar. Fala ambos portugues e inglês nativo. Estou escrevendo meu primeiro livro sobre minha vida de imigrante. O público alvo seria os brasileiros, porem pela a aventura que foi, acho que seria uma boa leitura para Americanos e Canadenses também. O fator de rentabilidade também é importante. Você acha que devo publicar ele em inglês ou português primeiro? Obrigado

    1. Samuel, me sinto honrada por ser questionada para ajudar na sua decisão! Sem saber muito mais sobre as suas intenções com a publicação do seu livro, eu diria que você poderia publicar primeiro em português, já que esse é o idioma nativo do seu público. Por outro lado, publicar primeiro em inglês poderia levar a sua mensagem a um público mais abrangente (considere também outros brasileiros expatriados/imigrantes que dominam esse idioma). Quanto à retorno financeiro eu sugiro que vale a pena investir em uma boa capa, diagramação, etc, etc. Calcule o que você espera de retorno e decida o que se aplica ao seu caso. Ganhar dinheiro com leu livro não foi o meu propósito, então de repente vale investigar em outras fontes mais a fundo sobre isso. Um abraço e bom trabalho!

Deixe um comentário