Mais contribuição

O que todas as pessoas que não sabem dizer “não” deveriam saber

Você recorda da cena no final da animação de Aladim, quando o gênio da lâmpada finalmente se liberta e Aladim pede-lhe que ele faça um desejo? Ah, você não nunca viu os filmes da Disney, porque anda extremamente ocupado ultimamente? Esquece disso, vamos ao ponto. Todos temos extremas dificuldades em simplesmente dizer “não”, incluindo eu, você e o gênio da lâmpada.

Dizer não é difícil por vários motivos:

1) Isso faz as pessoas olharem para você como o gato de Shrek. Ah, você também não assiste animações de DreamWorks? Eu explico. São olhares tristes e derrotados porque você os decepcionou — essa é a pior coisa que poderia acontecer;

2) Os seus instintos te dizem que a pessoa irá te odiar se você disser que não; ou

3) Significa que você é humano e não pode fazer tudo, o que muitas vezes te faz sentir como um fracasso ou, pior, como uma pilha de lixo.

Ei, eu não estou te julgando! Longe disso, eu reconheço que digo “sim” por mais vezes do que gostaria de admitir.

Photo by Pim Chu on Unsplash

Se você me pedisse para fazer algo neste exato momento, eu provavelmente pararia de escrever este artigo para te dar uma mão, simplesmente porque eu quero ajudá-lo e sei que você tem um milhão de coisas para fazer agora e, desculpe, qual é mesmo o seu nome?

Como você pode imaginar, isso faz com que a minha vida esteja completamente sob pressão, porque, além de ser uma mãe em tempo integral, com centenas de tarefas e atividades relacionadas à criação da minha filha; eu sou candidata a um doutorado, escritora aqui no blog, cozinheira, zeladora, esposa, freelance, etc e etc. Você pode ter um ideia.

Qual o problema em dizer “sim” para tudo e para todos

O problema de ser como outras pessoas que querem agradar aos outros é que fazemos isso sem pesar o que já temos em nossas mãos. Simplesmente deixamos de tomar uma decisão sobre ajudar ou não ajudar com base no tempo e energia emocional disponível.

Trata-se de dizer “sim” 1000% das vezes e, em seguida, lembrar-se de que você já teve um dia difícil e você só quer ir para casa e descansar em paz.

Mas, você disse “sim” para conversar com este amigo; disse “sim” para apoiar emocionalmente aquele amigo; disse “sim” para revisar aquele trabalho para o seu colega; quando, finalmente, você colapsa em sua cama no final do dia.

O que resta é cancelar a sua presença em última hora (por mais que isso possa desagradar a outras pessoas).

E, quando chega o momento de apresentar as mudanças no trabalho do seu colega, que estava com o prazo de entrega apertadíssimo, você já nem lembra quais eras as outras dez atividades que você esteve fazendo em sua “noite livre”.

[RELACIONADO] Como transformar os seus hábitos para encontrar horas extras no seu dia

Isso é o que todas as pessoas que não sabem dizer “não” têm em comum: elas querem agradar a todo mundo em detrimento delas mesmas. Como resultado, o seu estado físico e emocional chega a ser tão deteriorado que dificilmente elas são capazes de renovar as suas energias para contribuir de forma razoável, muito menos, efetiva.

Agora, imagine o que acontece enquanto essas mesmas pessoas “agradáveis” estão se envolvendo em relacionamentos românticos. Elas não sabem dizer “não” a qualquer pessoa interessada nelas, quando realmente elas podem não sentir nada.

Aí surgem os namoros e até casamentos na premissa de que uma pessoa não quer ferir os sentimentos da outra, enquanto deixa de olhar para si mesmas e para o que estão sentindo.

Eu não estou julgando, até porque foram incontáveis as vezes em que eu estive com alguém enquanto me perguntava “que diabos estou fazendo aqui?”

Photo by SHINE TANG on Unsplash

[RELACIONADO] Pedido de casamento — quando dizer “não” é mais difícil do que se pensa

Por que dizer “não” é tão necessário quanto urgente

Talvez sejam pelas minhas próprias experiências de dizer “sim” para tudo e para todos, e pelo meu genuíno interesse em seguir ajudando outras pessoas, que eu estou falando de tudo isso.

O que me resta dizer agora é:

Pare!

Sério, pare de responder todas as suas mensagens instantâneas e vá tomar um ar!

Pare para refletir sobre o pedido de ajuda de cada amigo, colega de trabalho, familiar, ou desconhecido quando te abordam.

Então, pergunte-se:

  • Eu realmente quero fazer isso?
  • Eu realmente tenho tempo para fazer isso?
  • Isso viola os meus limites profissionais / pessoais / emocionais?

Lembre-se de que você pode modificar esse pedido, porque, convenhamos, você não possui nenhum super-poder ou uma lâmpada mágica para fazer exatamente o que as pessoas pedem.

Se elas propõem um prazo irracional, sugira uma alternativa, porque você ainda é o chefe da sua agenda e todas as horas da sua vida continuarão sendo suas, até que você decida abrir mão delas para algo mais importante do que você mesmo

[RELACIONADO] Não há desculpas — todos nós temos as mesmas 24 horas

Se você só pode realizar parte da tarefa, seja claro sobre isso. Não se comprometa com o que estiver fora do seu alcance, dados os recursos de tempo, energia e disposição.

Sinta-se seguro em dizer para qualquer pessoa: “eu adoraria ajudar, mas…”

Se essa pessoa for o seu chefe, dê todos os detalhes necessários e assuma que ele merece a sua franqueza. Talvez, ofereça uma alternativa como essa: “eu conheço um grande designer gráfico para esse tipo de trabalho. Seu email é…”.

É especialmente importante lembrar que em situações como um namoro você NÃO deve nenhuma explicação sobre por que você não quer fazer algo.

Tente (tente seriamente, eu sei que é difícil) não se sentir culpado.

Você não estará arruinando o dia de ninguém. Você não estará quebrando o coração de ninguém (talvez sim, mas seja auto compassivo antes de qualquer coisa). Você sobreviverá a tudo isso.

Dizer “não” pode não ser imediatamente gratificante como dizer instantaneamente “sim”, mas isso o salvará de se tornar frustrado no futuro próximo ou distante.

Eu só quero reforçar aqui que, no final, TUDO ficará bem se você disser “não” mais vezes.

Antes de agradar a outras pessoas, você precisa cuidar de si mesmo — e, naturalmente, isso significa colocar-se em primeiro lugar. Lembre que você não é um gênio nem, muito menos, possui uma lâmpada mágica.

Você tem dificuldade em dizer “não”? Me conte sobre isso nos comentários logo abaixo!

Deixe um comentário