Mais aprendizado

Os prós e contras de usar o seu próprio nome para nomear o seu negócio

Qualquer pessoa que pensa que dar nome a um bebê é uma tarefa estressante, obviamente nunca tentou nomear um negócio. Tudo bem, talvez isso seja um pouco melodramático e exagerado. O ponto é: quando você está tentando encontrar o nome perfeito para o seu negócio — algo que você investiu uma infinidade de recurso e a sua grande paixão — claro que você ficaria ansioso.

Não me surpreende, então, que muitos empresários optam por seguir a rota simples e usam seu próprio nome para o seu “amado empreendimento”.

Mas esse é realmente o melhor caminho a seguir? Você deve marcar o seu negócio com seu próprio nome?

Aqui estão alguns prós e contras que você deveria considerar antes de tomar essa decisão.

Prós

É simples e direto

Uma das vantagens mais óbvias de confiar em seu próprio nome talvez seja a facilidade de concluir essa tarefa.

Não há necessidade de roer as unhas enquanto folhea o dicionário de sinônimos ou visita geradores de palavras aleatórias, inúmeras vezes de maneiras infrutíferas.

O uso do seu nome também pode tornar as coisas mais simples para seus clientes — há pouca margem para confusão sobre com quem eles estão trabalhando (ou a quem eles devem estar se apresentando).

Você está no cerne da sua empresa

Eu decidi usar o meu nome para este blog por essa razão — eu acreditava que seria o cerne desse empreendimento. Eu senti desde o começo que as pessoas estavam muito mais familiarizadas com o meu próprio nome e isso me ajudaria.

Por enquanto, eu sou a única escritora desta página, então faz sentido que todo o conteúdo que publico aqui esteja sob o meu nome pessoal. Além disos, eu nunca senti como se estivesse trabalhando para manter duas marcas.

Este é um grande benefício de nomear seu negócio com o seu nome. Isso o coloca no cerne do seu negócio e garante que você seja imediatamente lembrado pelo seu trabalho.

É autêntico

Vamos reconhecer isso: encontrar um nome que capte adequadamente toda a essência, a vibração e a mensagem do seu negócio é difícil (ah, se você pudesse ver o bloco de notas que eu tinha ao meu lado enquanto eu tomava essa decisão!).

Essa é outra vantagem para a mesma abordagem que eu escolhi — nada é mais autêntico para você e o seu negócio do que o seu próprio nome.

Aumenta a sensação de conexão

Se você é um freelancer ou empreendedor individual, usar o seu nome pode fazer com que o seu negócio se torne mais familiar. Também é um lembrete de que você não é apenas uma máquina de fazer dinheiro — você é uma pessoa real, que se preocupa em fazer um bom trabalho.

Usar o seu nome para o seu negócio significa que seus clientes e o seu público sabem com quem eles estarão trabalhando — e eles também terão menos problemas em fazer algumas pesquisas sobre os seus antecedentes e qualificações.

Contras

Você está no cerne da sua empresa

Espere um minuto! Não era exatamente isso que estava incluído na lista de aspectos positivos?

Sim, e por uma boa razão.

Mas, esta é uma consideração importante a fazer: você sempre quer estar vinculado ao seu negócio?

Quando você está fora para com seus amigos em uma noite de sábado, ou você está tentado publicar algo um pouco despojado em sua página do Twitter, você sempre quer que isso seja um reflexo direto da sua marca de negócios?

Para algumas pessoas, é importante manter uma identidade distinta de ser o proprietário de uma empresa — o que significa que usar o próprio nome não é o melhor caminho para elas.

Seu nome pode não ser exclusivo

Você provavelmente quer diferenciar o seu negócio, se destacar da multidão e separar-se da competição que está lá fora.

No entanto, isso vai ser muito difícil se você tiver um nome incrivelmente comum. Se você é apenas mais uma das quatro “Marias da Silva” que você conhece, usar o seu nome pode não ser a melhor estratégia para uma marca original.

Seu nome poderia mudar

Aqui está uma das maiores razões pelas quais eu duvidei antes de nomear este blog: eu sabia que existia a remota possibilidade de eu me interessar em um casamento um dia e, consequentemente, o meu nome poderia mudar.

Neste momento eu tomei uma decisão importante: mesmo que eu me casasse, eu manteria o meu nome. Eu seria para sempre “Thaís Brülinger” e não “Thaís Brülinger Olivera”, por exmeplo.

Esse aspecto foi crucial para nomear este blog como tal.

Tão permanente quanto o seu nome pode ser para você hoje, é preciso lembrar que os nomes pessoais podem mudar. Você realmente desejaria ter que mudar o nome do seu negócio por causa de um casamento, divórcio ou problemas familiares?

Poderia limitar seu crescimento

A conexão pessoal que vem com a nomeação do seu negócio com o seu nome é ótima. No entanto, ela também envia a mensagem de que você vai interagir com o seu público e ele espera interagir diretamente com você.

Você sempre quer que seja assim?

Mesmo se você é um empreendedor individual agora, você tem planos para adicionar membros em sua equipe, ou se mudar para um papel de supervisão?

Se for assim, nomear o seu negócio com o seu nome pode ser considerado um tanto enganador.

Lembre-se, seus planos de crescimento devem ser considerados antes de definir um nome adequado para o seu negócio.

O que funciona para você

Então, você deve usar seu próprio nome ou não?

Não há uma abordagem certa. Algumas pessoas adoram ter suas empresas nomeadas com o próprio nome e experimentam enorme sucesso em fazê-lo (pense em Harley Davidson e Walt Disney), enquanto outras colhem os benefícios de usar um nome diferente (lembre de Apple e Google, por exemplo).

Tudo se resume ao que é ideal para você e para o seu negócio — e isso é realmente algo que só você pode saber.

O que você acha? Usar seu próprio nome, ou apresentar algo diferente? Me conte nos comentários!

Deixe um comentário