Mais simplicidade

Você deseja realizar um casamento minimalista? Veja como eu fiz o mesmo

Quando eu decidi me casar em não tive dúvidas de que que queria uma festa de casamento minimalista para celebrar “o grande dia”. Eu simplesmente não queria o estresse de uma grande produção. Eu não queria pensar em dívidas enquanto o objetivo daquela celebração era completamente outro.

E antes que você se deixe levar pelas tendências tão inspiradoras que você encontra no Pinterest para realizar um casamento minimalista, tente chegar até o final deste artigo.

Eu optei por realizar um casamento minimalista, especialmente, porque eu não queria passar os primeiros meses depois do casamento me preocupando com as dívidas daquele evento. Isso é fato. Eu e o meu marido já éramos independentes da nossa família a bastante tempo e jamais pediríamos aos nossos pais que pagassem por algo. No final, acabamos gastando pouco mais do que o planejado, mas nada que nos impedisse de desfrutar da lua de mel.

E com o custo médio de um casamento pairando em torno de US $ 30.000,00 (isso mesmo, trinta mil dólares americanos) nos dias de hoje, parece que muitos casais precisam de permissão para ter um casamento simples. Eu sei que alguns deles realmente sonham com uma celebração pomposa (mas eu aposto que esse não é o seu caso, do contrário não estaria lendo este artigo).

Então, se você não quer gastar milhares em um evento de apenas quatro horas, vale a pena considerar estas dicas:

Faça decisões baseadas em suas preferências e não para impressionar ninguém. Não é necessário convidar todas as pessoas que você já conheceu na vida, nem todos os seus amigos do Facebook, nem mesmo todos os membros da sua família (primos segundos e terceiros, concunhados, tios avós, etc). Pior ainda seria definir um estilo de festa porque aquela tia distante se ofenderia se você não fizesse de tal maneira. Ou, convidar 500 pessoas porque os meus amigos ficariam magoados se não estivessem na lista. Pense que o evento é para o casal e para as (poucas) pessoas mais importantes na vida dos dois.

Elimine o desnecessário para que você possa se concentrar no importante. Isso é minimalismo. Pense nisso: “O que é importante para você, em seu grande dia?” Cada casal terá diferentes prioridades, expectativas e desejos. Decida o que cada um de vocês considera importante e deixe o resto fora da celebração.

Tenha um orçamento. Depois de ter decidido o que é importante, descubra quanto custa cada item e depois some tudo. “Você tem dinheiro suficiente para isso?” Caso contrário, decida quais são os elementos que você pode eliminar para evitar dívidas.

Fuja do tradicional. Com opções não tradicionais, é fácil simplificar. O email ou o Facebook também servem para enviar os seus convites, em vez de desenhar, imprimir e enviar. Para a geração que não usa email ou redes sociais, você poderia imprimir uma nota simples com todos os detalhes. Melhor ainda, convide pessoalmente, já que os convidados serão as mais próximas, com quem você mantém contato regular.

Mantenha simples. Vestido, terno, bolo, recepção, decoração, flores. Imagine tudo e depois reduza. Tenha em mente a sua resposta para essa pergunta: “Qual é a imagem que você quer transmitir?”

Maneiras específicas de simplificar

Convidados. Quanto menor a lista, mais fácil é planejar. Lembre-se: este é o seu dia. Convide pessoas que você deseja manter próximas na próxima fase da sua vida.

Cerimônia religiosa. Você só precisa de (normalmente) duas pessoas para assinarem a certidão de casamento como testemunhas. E você precisa de um padre, ou um orador. Tudo além disso é opcional.

Localização. Se você é membro de uma igreja, o custo para realizar a cerimônia na mesma comunidade é muitas vezes mais barato. Mas, se você quiser poupar com a decoração e isso é possível no seu caso, opte por realizar a cerimonia em parques públicos, praias, jardins, capelas na estrada, restaurantes, etc.

Limite o local a um. Considere usar um salão de banquetes de um restaurante, ter aí uma cerimônia rápida e depois sentar-se com os seus convidados para uma refeição. Há uma variedade de espaços bacanas que podem acomodar até 20 pessoas.

Vestuário. Prefira a o básico. Antes de definir o modelo do seu vestido, visite algumas lojas de roupas para festas. Lá você pode encontrar um lindo vestido branco que custa uma pequena porcentagem do que você pagaria em uma loja especializada para noivas. Para o noivo, compre uma vestimenta que ele possa usar em outra ocasião. Tenha em mente que comprar um terno custa tanto quanto alugar um smoking.

Flores e buquê. Há muitas flores que podem ser simples e elegantes – considere um pequeno buquê da sua flor favorita e decorar o local do evento com poucas flores (se é que você não tem a chance de realizar a cerimonia em um espaço pré-decorado).

Alianças. Muitos homens sentem que, para provar seu amor, precisam comprar alianças extravagantes para provar o seu amor – o que explica por que os diamantes ainda continuam sendo populares para esse fim. Mas, uma aliança mais simples (e barata) cumpre o mesmo papel.

Recepção. Manter a sua festa pequena significa que você pode apenas fazer reservas no seu restaurante favorito e não se preocupar em planejar uma recepção. Se você quiser informal, considere um churrasco na casa de alguém, ou um parque local.

Bolo e docinhos. Precisa, sério? Bem, digamos que você é tão apaixonada(o) por doces quanto eu mesma e você sonha em partir um delicioso bolo no seu próprio casamento. Ótimo! Agora, lembra do conceito sobre encontrar “O” vestido? O mesmo se aplica aqui. Provavelmente, existem dezenas de confeitarias na sua cidade, que oferecem opções “perfeitas” por apenas uma fração do valor que você encontraria em uma loja especializada de doces para casamento.

Lembrancinhas. Para ser honesto, todas as lembrancinhas de casamentos que eu já levei para casa acabaram no lixo. Então, faça o favor para os seus convidados de evitar o trabalho deles em levar para casa mais uma “bugiganga” e, claro, poupar o Planeta.

Provavelmente, se você estiver planejando o seu casamento neste exato momento, você terá em mente tantos outros aspectos que “não podem faltar” no grande dia. Talvez, você esteja certo. No final, o casamento é uma celebração de amor sua e do seu parceiro. E se você deseja que seja simples e íntimo com um punhado de pessoas especiais ao seu redor, faça dessa forma, sem pedir permissão para mais ninguém.

O que mais você poderia acrescentar nesta lista? Como você planeja realizar o seu casamento? Compartilhe a sua opinião nos comentários abaixo!

Deixe um comentário